DOCÊNCIA E GESTÃO: GESTÃO DEMOCRÁTICA E GESTÃO EMPRESARIAL PARTICIPATIVA

DOI:

https://doi.org/10.17564/2316-3828.2021v10n3p223-237

Autores

  • Victor Hugo de Oliveira Marques Universidade Católica Dom Bosco

Palavras-chave:

Participação, Gestão, Educação

Publicado

2021-08-03

Downloads

Downloads

Não há dados estatísticos.

Edição

Seção

Artigos

Resumo

Este artigo foi desenvolvido mediante pesquisa bibliográfica e apresenta o significado histórico do conceito de gestão democrática no contexto brasileiro recente, vinculando-o à concepção de exercício da cidadania, e expõe também, os avanços da administração científica no contexto empresarial mundial, com enfoque no modelo de gestão participativa e sua busca de superar os modelos de gestão autoritários, implementando experiências bem sucedidas, pautadas na participação, revelando assim, um diferencial que permite maior competitividade, diante dos novos paradigmas impostos pela realidade atual. Após analisar estas duas realidades, sem fazer analogias, mas, considerando os aspectos positivos vislumbrados e implementados por ambas, identifica-se pontos de diálogo que permitem a troca de saberes, constatando-se que, a partir das ações praticadas na busca da participação e comprometimento efetivo de todos, embora com objetivos diferentes, tanto a gestão e docência democrática, quanto a gestão empresarial participativa, comprometem-se com o desenvolvimento das pessoas, instaurando processos de aprendizagem e contribuem, portanto, para a implantação e fortalecimento desta cultura na sociedade.

Biografia do Autor

Victor Hugo de Oliveira Marques, Universidade Católica Dom Bosco

Coordenador do Curso de Filosofia

Como Citar

Oliveira Marques, V. H. de. (2021). DOCÊNCIA E GESTÃO: GESTÃO DEMOCRÁTICA E GESTÃO EMPRESARIAL PARTICIPATIVA. EDUCAÇÃO, 10(3), 223–237. https://doi.org/10.17564/2316-3828.2021v10n3p223-237

Referências

ANDREOTTI, L. Azilde; LOMBARDI, Claudinei José; MINTO, Watanabe Lalo (org.). História da Administração escolar no Brasil: do diretor ao gestor. São Paulo: Alínea, 2010.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil.de 05 de outubro de 1988. Brasília. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm>. Acesso em: 06 ago. 2016.

BRASIL. Lei 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, 1996. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm>. Acesso em: 07 ago. 2016.

BRASIL. Lei 13.005/2014 de 25de junho de 2014. Plano Nacional de Educação. Brasília. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/Ato2011/2014/Lei/L13005.htm>. Acesso em: 07 ago. 2016.

CENTRO DE REFERENCIA EM EDUCAÇÃO INTEGRAL, <http://educacaointegral.org.br/noticias/especialistas-desconstroem-os-5-principais-argumentos-escola-sem-partido/?utm_source=Google&utm_medium=Adwords&utm_campaign=AdwordsGrants&gclid=CL2EtpTa5M4CFQMFkQodIMoDPg> Acesso em 27/08/2016.

CHIAVENATTO, Idalberto. Além da hierarquia: Como implantar estratégias participativas para administrar a empresa enxuta. 3ª. Ed. São Paulo: Editora Atlas S.A., 1995.

CHIAVENATTO, Idalberto. Gerenciando pessoas: o passo decisivo para a administração participativa. 3ª. Ed. São Paulo: Makron Books, 1997.

CHIAVENATTO, Idalberto. Comportamento Organizacional. A Dinâmica do Sucesso das Organizações. 2ª. Ed. São Paulo: Editora Elsevier, 2010.

FREITAS, Dirce Nei Teixeira de. Avaliação e Gestão Democrática na Regulação da Educação Básica Brasileira: Uma relação a avaliar. EDUCAÇÃO & SOCIEDADE. Cedes. Vol. 28 –nº. 99, maio/ago. 2007. p. 501 a 521.

LUCK, Heloisa (org.). A escola participativa: O trabalho do gestor escolar.Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2005.

MAXIMIANO, Antônio Cesar Amaru. Introdução à Administração.7ª. Ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA. Planejando a Próxima Década Conhecendo as 20 Metas do Plano Nacional de Educação,2014. Brasília. Disponível em: <http://pne.mec.gov.br/images/pdf/pne_conhecendo_20_metas.pdf>. Acesso em: 06 ago. 2016.

MOGGI, J. Administração Participativa e nível de identificação com a empresa: Um estudo de caso. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, São Paulo, 1991.

MOREIRA, Dirceu. Autogestão: desenvolvendo talentos para gerir escolas, empresas e instituições, Rio de Janeiro: Wak Editora, 2012.

MOTTA, Paulo Roberto. A Ciência e a Arte de Ser Dirigente. 13ª. Ed. Rio de Janeiro: Record, 1995.

PIMENTA, Selma Garrido (org.). Saberes Pedagógicos e Atividade Docente. 8ª. Ed. São |Paulo. Cortez. 2012.

SILVEIRA, Borges da. Gestão Participativa: uma nova realidade. Publicado em 30/03/2009<http://www.rh.com.br/Portal/imprima.php?cod=5856>. Acesso em 25/07/2016.

WEINGRILL, C. (Coord.). Práticas empresariais de responsabilidade social: relações entre os princípios do Global Compact e os indicadores Ethos de responsabilidade social. São Paulo: Instituto Ethos, 2003.