A LEITURA NO COTIDIANO DE FUTUROS PROFESSORES: CONTRIBUIÇÕES DOS DIÁRIOS DE FORMAÇÃO

Palavras-chave: Leitura. Diários de Formação. Coletividade. Reflexão. Formação Docente.

Resumo

A leitura como instrumento de compreensão da formação do futuro professor tem sido preocupação da pesquisa intitulada Formação de Professores: a leitura na aprendizagem da profissão, da qual a presente investigação faz parte, considerando a importância da leitura nos processos reflexivos e na compreensão do trabalho docente. O objetivo foi refletir sobre os registros de memórias de leitura que compuseram os Diários de Formação de estudantes do curso de Pedagogia de uma universidade pública do interior cearense. Utilizamos a abordagem qualitativa, empregando a técnica do grupo focal. Os dados coletados foram submetidos a análise de conteúdo. Concluímos que o acesso à leitura pela família ou pela escola não se dá apenas de forma mecânica, mas em torno da dimensão de amorosidade e de sensibilidade. Na percepção do mundo pueril dos estudantes há também recordações lúdicas de contação de histórias e letramento, onde foi percebido que na maioria das vezes, a formação do professor-leitor está enraizada na sua história de vida, por isso, é necessário fazer uma relação positiva entre o escrito e o vivido, para que assim, possa haver uma fruição da leitura de mundo na formação docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Regiane Rodrigues Araújo, Universidade Federal do Ceará-UFC
Licenciada em Filosofia pela Universidade Estadual do Ceará (UECE) e em Pedagogia pela Universidade Estácio de Sá; Mestra em Educação pela Universidade Estadual do Ceará (UECE); Doutoranda em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Bolsista CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior).
Francisco Jeovane do Nascimento, Universidade Estadual do Ceará (UECE) / Secretaria da Educação Básica do Ceará (SEDUC/CE)
Licenciando em Matemática pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA/CE); Mestre e Doutorando em Educação pela Universidade Estadual do Ceará (UECE); Professor Efetivo da Rede Estadual de Ensino do Ceará (SEDUC/CE); Bolsista FUNCAP (Fundação Cearense de Apoio à Pesquisa).
Maria Socorro Lucena Lima, Universidade Estadual do Ceará (UECE) / Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB)
Licenciada em Letras e em Pedagogia pela Universidade Regional do Cariri (URCA); Mestra em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC); Doutora e Pós-Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo (USP); Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Ceará (UECE) e Professora Visitante na Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB).
Patricia Helena Carvalho Holanda, Universidade Federal do Ceará (UFC)
Psicóloga pela Universidade Federal do Ceará (UFC); Mestra e Doutora em Educação pela Universidade Estadual do Ceará (UFC); Pós-Doutora em Educação pela Universidade de Brasília (UNB); Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Referências

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa/Portugal: Edições 70, 2009.

FORTESKI, E.; OLIVEIRA, S. T.; VALÉRIO, R. W. Prazer pela leitura: incentivo e o papel do professor. Ágora – Revista de Divulgação Científica, Mafra, SC, v. 18, n. 2, p. 120-127, dez. 2011.

FREIRE, P. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. 40. ed. São Paulo: Cortez, 2000.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 67. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013.

GATTI, B. A. Grupo focal na pesquisa em ciências sociais e humanas. 2. ed. Brasília: Liber Livro, 2012.

GHEDIN, E.; FRANCO, M. A. S. Questões de método na construção da pesquisa em educação. 2 ed. São Paulo: Cortez, 2011.

IBIAPINA, I. M. L de M. Pesquisa Colaborativa: Investigação, Formação e Produção de Conhecimentos. Brasília: Liber Livro, 2008.

LIMA, M. S. L. A formação contínua dos professores nos caminhos e descaminhos do desenvolvimento profissional. 2001. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, 2001.

LOIS, L. Teoria e prática da formação do leitor: leitura e literatura na sala de aula. 1. ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.

MANGUEL, A. Uma história de leitura. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

MARTINS, P. L. O.; ROMANOWSKY, J. P. Didática, Práticas de Ensino e Educação Básica na Formação inicial de professores: Uma relação necessária. In: MARIN, A. J.; PIMENTA, S. G. (Org). Didática: teoria e pesquisa. Araraquara: Junqueira e Marin, 2015. p. 141-153.

MELO, G. F. Pedagogia Universitária: aprender a profissão e profissionalizar a docência. Curitiba: CRV, 2018.

NASCIMENTO, F. J. et al. Professores iniciantes de Matemática: um estudo sobre seu desenvolvimento profissional. Vértices, Campos dos Goytacazes, RJ, v. 20, n. 1, p. 111-119, jan./abr. 2018.

PORLÁN, R.; MARTÍN, J. El diario del profesor- Um recurso para la investigación en el aula. 9 ed. Sevilla/Espanha: Díada Editora, 2004.

RIOS, T. A. Compreender e ensinar: por uma docência da melhor qualidade. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

ZABALZA, M. A. Diários de aula: um instrumento de pesquisa e desenvolvimento profissional. Porto Alegre: Artmed, 2004.

Publicado
2020-11-25
Como Citar
Araújo, R. R., Nascimento, F. J. do, Lima, M. S. L., & Holanda, P. H. C. (2020). A LEITURA NO COTIDIANO DE FUTUROS PROFESSORES: CONTRIBUIÇÕES DOS DIÁRIOS DE FORMAÇÃO. Interfaces Científicas - Educação, 8(3), 527-540. https://doi.org/10.17564/2316-3828.2020v8n3p527-540
Seção
Artigos