“UMA IMAGEM VALE MAIS QUE MIL PALAVRAS!”: PRODUÇÃO DE NARRATIVAS DIGITAIS COM O INSTAGRAM

  • Rosária Helena Ruiz Nakashima Universidade Federal do Tocantins
  • Braz Batista Vas Universidade Federal do Tocantins
  • Stela Conceição Bertholo Piconez Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Instagram. Narrativas digitais. Letramentos. Educação na cibercultura.

Resumo

Este artigo apresenta reflexões teórico-metodológicas de uma experiência pedagógica, pautada na metodologia de pesquisa-formação, com o aplicativo e mídia social Instagram. A partir da produção de narrativas digitais, os acadêmicos de uma disciplina do Programa de Pós-Graduação em Cultura e Território, alcançaram três objetivos: compreender a importância dos letramentos digital, informacional e midiático; explorar o Instagram como autoexpressão acadêmica e estimular o compartilhamento dessas suas experiências, desafios e descobertas sobre o uso pedagógico do aplicativo. Os resultados apontaram para a relevância do processo de metacognição sobre o uso pedagógico cooperativo do Instagram vivenciada pelos acadêmicos. A conclusão da pesquisa evidenciou que a interação se efetiva a partir de trocas comunicativas significativas, a partir de um olhar que acolha a realidade e, ao mesmo tempo, a questione, propondo caminhos diversos de como integrar as tecnologias na educação, em diferentes níveis de ensino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALMEIDA, Maria Elizabeth B. de; VALENTE, José Armando. Integração currículo e tecnologias e a produção de narrativas digitais. Currículo sem Fronteiras, v. 12, n. 3, p. 57-82, Set/Dez. 2012.

FLUSSER, Vilém. O mundo codificado: por uma filosofia do design e da comunicação. Organizado por Rafael Cardoso. Tradução de Raquel Abi-Sâmara. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

LAROSSA, Jorge. Tecnologias do Eu e educação. In: SILVA, Tomaz Tadeu da. (Org.) O sujeito da educação: estudos foucaultianos. Petrópolis- RJ: Vozes, 2011, p. 35-86.

LEE, Eunji et al. Pictures speak louder than words: motivations for using Instagram. Cyberpsychology, Behavior and Social Networking, v. 18, n. 2, p. 552-556, 2015.

LÉVY, Pierre. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. Tradução de Carlos Irineu da Costa. Rio de Janeiro: Editora 34, 1993.

______. Cibercultura. São Paulo: Ed. 34, 1999.

PEREZ, Wladmir. Gramática visual: a linguagem do visível. 310 f. Tese (doutorado) – Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Tecnológicas, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. 2008.

PICONEZ, Stela C. B. (Org.) Sistema Transversal de Ensino-Aprendizagem: do referencial teórico à prática político- pedagógico na sistemática de planejamento para educação básica. Cadernos Pedagógicos Reflexões - NEA - FEUSP, São Paulo, v.1, n. 4, 2004.

MORAIS, Elayne; RIBEIRO, Aline; AMIEL, Tel. Questões legais. In: EDUCAÇÃOABERTA. Recursos Educacionais Abertos (REA): Uma caderno para professores. Campinas, SP: Educação Aberta, 2011.

SANTAELLA, Lúcia. Matrizes da Linguagem e Pensamento. São Paulo: Iluminuras, 2001.

SANTOS, Edméa; WEBER, Aline. Educação e cibercultura: aprendizagem ubíqua no currículo da disciplina didática. Rev. Diálogo Educ., Curitiba, v. 13, n. 38, p. 285-303, jan./abr. 2013.

______; CARVALHO, Felipe Silva Ponte; PIMENTEL, Mariano. Mediação docente online para colaboração: notas de uma pesquisa-formação na cibercultura. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 18, n. 1, p. 23-42, abr. 2016.

SOARES, Magda. Letramento: um tema em três gêneros. 2 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

UNESCO. Padrões de competência em TIC para professores. Paris: UNESCO, 2008.

WEBER, Aline; SANTOS, Edméa; CRUZ, Mara. Letramentos e alfabetizações na cibercultura: crianças e jovens em rede, desafios para educação. Leitura: Teoria & Prática, v. 32, p. 59-73-73, 2014.

WILSON, Carolyn et al. Media and information literacy curriculum for teachers. Paris: UNESCO, 2011.

Publicado
2020-04-02
Como Citar
Nakashima, R. H. R., Vas, B. B., & Piconez, S. C. B. (2020). “UMA IMAGEM VALE MAIS QUE MIL PALAVRAS!”: PRODUÇÃO DE NARRATIVAS DIGITAIS COM O INSTAGRAM. Interfaces Científicas - Educação, 8(3), 99-112. https://doi.org/10.17564/2316-3828.2020v8n3p99-112
Seção
Artigos