A ESCRITA DE FÃS NO CONTEXTO TRANSMIDIÁTICO: implicações das fanfics no processo de aprendizagem

Palavras-chave: Cultura digital, Autoria em rede, Narrativa transmídia, Fanfics.

Resumo

O estudo investiga as possibilidades de aprendizagem por meio da autoria na produção de fanfics. A pesquisa tem como objetivo investigar como os sujeitos imersos na cultura digital, por meio da autoria em rede, do ponto de vista da transmidiação marcada nas fanfics, aprendem a partir das produções e colaborações. A metodologia contempla a abordagem qualitativa, a pesquisa bibliográfica e netnográfica. Os dados foram coletados a partir dos registros feitos por meio da observação participante e da análise dos questionários aplicados aos participantes da pesquisa, beta readers do site Spirit Fanfics e Histórias. Com isso, foi elucidado que por meio da liberdade, da autoria e coautoria em rede e da colaboração os sujeitos engajam-se na produção de narrativas ficcionais. E, uma vez que precisam apropriar-se de conteúdos específicos que são tratados nas histórias, quando são tratados, constroem conhecimento de forma autônoma.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniella de Jesus Lima, Universidade Federal de Alagoas
Doutoranda em Educação (PPGE/CEDU/UFAL). Mestre em Educação (UNIT/SE). Professora nas Faculdades Integradas do Extremo Sul da Bahia (UNESULBAHIA/UniFTC). Membro do Grupo de Pesquisa Tecnologias da Informação e Comunicação na Formação de Professores Presencial e a Distância online (TICFORPROD/UFAL/CNPq). E-mail: daniellalima90@gmail.com.
Luis Paulo Leopoldo Mercado, Universidade Federal de Alagoas
Doutor em Educação (PUC/SP). Professor Titular da Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Líder do Grupo de Pesquisa Tecnologias da Informação e Comunicação na Formação de Professores Presencial e a Distância Online (TICFORPROD/UFAL/CNPq). E-mail: luispaulomercado@gmail.com.

Referências

AGUIAR, Jacqueline G. Fanfictions e RPG’s: narrativas contemporâneas. Àgora, Porto Alegre, ano 2, p. 25-35, jul/dez. 2011.

AMARAL, Adriana; SOUZA, Rosana V.; MONTEIRO, Camila. “De westeros no #vemprarua à shippagem do beijo gay na TV brasileira”. Ativismo de fãs: conceitos, resistências e práticas na cultura digital. Galaxia, São Paulo, n. 29, p. 141-154, jun. 2015.

ARÁN, Pampa O. A questão do autor em Bakhtin. Bakhtiniana, São Paulo, Número Especial, jan./jul. 2014, p. 4-25.

AREA, Manuel; PESSOA, Teresa. De lo sólido a lo líquido: las nuevas alfabetizaciones ante los cambios culturales de la Web 2.0. Comunicar: Revista Científica de Educomunicación, v. XIX, n. 38, p. 13-20, 2012.

BACKES, José L.; PAVAN, Ruth. As identidades dos alunos em tempos de cultura digital: a percepção dos professores de educação básica. Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 23, n. 42, p. 219-227, jul./dez. 2014.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BASSANI, Patrícia B.; FRITZ, Rosi S. Aprendizagem em/na rede: comunidades virtuais de aprendizagem em blogs. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 13, n. 40, p. 895-912, set./dez. 2013.

BONA, Rafael J.; SOUSA, Marina P. As histórias em quadrinhos e suas extensões em produtos midiáticos: a narrativa transmidiática de The Walking Dead. Sessão do imaginário, Porto Alegre, vol. 18, n. 30, p. 57-67, 2013.

BUCKINGHAM, David. Cultura digital, educação midiática e o lugar da escolarização. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 35, n. 3, p. 37-58, set./dez., 2010.

BUZATO, Marcelo K. Cultura digital e apropriação ascendente: apontamentos para uma educação 2.0. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 26, n. 3, p. 283-304, dez. 2010.

COSTA, Patrícia S.; REATEGUI, Eliseo B. Oportunidades de letramento através de mineração textual e produção de Fanfictions. RBLA, Belo Horizonte, v. 12, n. 4, p. 835-859, 2012.

DÍAZ-NOCI, Javier; TOUS-ROVIROSA, Anna. La audiencia como autor: narrativas transmedia y propiedad intelectual del público - Algunas reflexiones jurídicas. El profesional de la información, Barcelona, v. 21, n. 5, p. 458-467, septiembre-octubre, 2012.

DIOSES, Kelly R.; ROJAS, Tomás A.; MORENO, Henry P. De la comunicación multimídia a la comunicación transmedia: uma revisión teórica sobre las actuales narrativas periodísticas. Estudios sobre el mensaje periodístico, Madrid, vol. 23, n. 1, p. 223-240, july 2017.

GARCÍA, Alberto E. Sobre el concepto de apropiación de Chartier y las nuevas prácticas culturales de lectura (el fan fiction). Álabe, Almeria, n. 4, p. 1-23, diciembre 2011.

GARCIA, J. C. R.; SOUSA, M. R. F. Cultura digital: odisseia da tecnologia e da ciência. Em Questão, Porto Alegre, v. 17, n. 2, p. 77-90, jul./dez. 2011.

GLÓRIA, Julianna S.; FRADE, Isabel. C. A alfabetização e sua relação com o uso do computador: o suporte digital como mais um instrumento de ensino-aprendizagem da escrita. Educação em Revista, Belo Horizonte, vol. 31, n. 3, p. 339-358, julho-setembro 2015.

GOSCIOLA, Vicente. Transmidiação: formas narrativas em novas mídias. Fonseca Journal of Communication, Salamanca, n. 2, p. 270-284, 2013.

GUERRERO, Mar. Webs televisivas y sus usuarios: un lugar para la narrativa transmedia. Los casos de “Águila Roja” y “Juego de Tronos” en España. Nueva época, Santa Fe, n. 21, p. 239-267, enero-junio, 2014.

GUERRERO-PICO, Mar. Producción y lectura de fan fiction en la comunidad online de la serie Fringe: transmedialidad, competencia y alfabetización mediática. Palabra clave, Chía, vol. 18, n. 3, p. 722-745, septiembre 2015.

JENKINS, Henry. Cultura da convergência. 2. ed. São Paulo: Aleph, 2009.

KLEIMAN, Angela B. Letramento na contemporaneidade. Bakhtiniana, São Paulo, vol. 9, n. 2, p. 72-91, ago./dez. 2014.

MENEZES, Leonardo M. A realidade construída pela produção documental participativa. Galáxia (Online), São Paulo, n. 26, p. 227-238, dez. 2013.

MORELLI, María R. Análisis de la serie “Dexter”: una aproximación a su relato en la cultura de la convergência. La trama de la comunicación, Rosario, vol. 17, p. 151-161, enero-diciembre 2013.

PORTO, Cristiane M.; BENIA, Renata T.; LIMA, Daniella J. ‘Unleash your imagination’: os fandoms e a contribuição das fanfictions para o contexto educacional baseada no caso da narrativa de HIM. Acta Scientiarum Education, Maringá, v. 38, n. 4, p. 373-382, oct./dec. 2016.

REGIS, F.; TIMPONI, R.; MAIA, A. Cognição integrada, encadeada e distribuída: breve discussão dos modelos cognitivos na cibercultura. Comunicação, mídia e consumo, São Paulo, ano 9, vol. 9, n. 26, p. 115-134, nov. 2012.

RENÓ, Denis. Interfaces e linguagens para o documentário transmídia. Fonseca Journal of Communication, Salamanca, n. 2, p. 204-225, 2013.

RENÓ, Denis P.; VERSUTI, Andréa C.; GONÇALVES, Elizabeth M.; GOSCIOLA, Vicente. Narrativas transmídia: diversidade social, discursiva e comunicacional. Palabra clave, Chía, vol. 14, n. 2, p. 201-215, diciembre 2011.

SANTA, Everton V. O jogo autor-leitor na literatura do agora. Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea, Brasília, n. 42, p. 209-221, jul./dez. 2013.

SANTOS, Edméa; PONTE, Felipe S.; ROSSINI, Tatiana S. Autoria em rede: uma prática pedagógica emergente. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 15, n. 45, p. 515-536, maio/ago. 2015.

SOUZA, Marcia I.; SILVA, Luciana O.; ARAÚJO, Izabel C. Autoria na Web 2.0 no contexto da educação e a ética dos hackers. ETD: Educação Temática Digital, Campinas, vol. 12, n. esp., p.154-173, mar. 2011.

TAVARES, Olga; MASCARENHAS, Alan. Jornalismo e convergência: possibilidades transmidiáticas no jornalismo pós-massivo. Revista Famecos, Porto Alegre, v. 20, n. 1, p. 193-210, jan./abr. 2013.

VELOSO, Maristela M.; BONILLA, Maria H.; PRETTO, Nelson L. A cultura da liberdade de criação e o cerceamento tecnológico e normativo: potencialidades para a autoria na educação. ETD: Educação Temática Digital, Campinas, vol. 18, n.1, p. 43-59, jan./abr. 2016.

VITER, Luciana N. Construção de letramento em uma comunidade on-line de práticas de leitura e produção textual. Recorte, Belo Horizonte, vol. 11, n. 1, p. 1-18, jan./jun. 2014.

XIBERRAS, Martine. Internautas: inteligências coletivas na cibercultura. Revista Famecos, Porto Alegre, vol. 17, n. 3, p. 253-265, set./dez. 2010.

ZART, Lidia H.; FRAGA, Dinorá M. Ferramentas tecnológicas para investigação de autoria. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, Belo Horizonte, v. 13, n. 1, p. 67-83, 2013.

ZUIN, Antônio A. A cultura digital, a semiformação e o novo elo pedagógico. Inter-Ação, Goiânia, v. 39, n. 2, p. 241-256, mai./ago., 2014.

Publicado
2020-11-16
Como Citar
Lima, D. de J., & Mercado, L. P. L. (2020). A ESCRITA DE FÃS NO CONTEXTO TRANSMIDIÁTICO: implicações das fanfics no processo de aprendizagem. Interfaces Científicas - Educação, 10(2), 50-65. https://doi.org/10.17564/2316-3828.2020v10n2p50-65