ESPAÇOS DA DIDÁTICA NA PRÁTICA PEDAGÓGICA DE PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR

  • Ana Cristina Moraes Universidade Estadual do Ceará
  • Francisco Mirtiel Frankson Moura Castro Universidade Estadual do Ceará (UECE).
  • Jacques Therrien Universidade Estadual do Ceará (UECE).
  • Luis Távora Furtado Ribeiro Universidade Federal do Ceará – UFC
Palavras-chave: Espaço. Didática. Prática Pedagógica. Professor do Ensino Superior.

Resumo

Este artigo objetiva compreender que espaços a Didática ocupa na prática pedagógica de professores do ensino superior. Com suporte em debates sobre a formação didática para o exercício da docência universitária, incluindo os ditames da legislação educacional e do que se tem produzido no âmbito acadêmico acerca da formação dos professores do ensino superior, surgiu uma indagação por demais desconsiderada na pesquisa em educação: Que espaços a Didática ocupa na prática pedagógica de professores do ensino superior? Entre os autores que contribuem para fundamentar a pesquisa, destaca-se: Almeida (2012); D’Ávila e Veiga (2012); Franco e Pimenta (2010); Libâneo e Alves (2012); e Therrien (2012). O estudo, realizado no 2º semestre de 2014, adotou o método histórico-dialético ancorado em abordagem qualitativa e exploratória delineada no campo da memória. O uso de cartas por correio eletrônico foi o procedimento de coleta de dados adotado. Os sujeitos da pesquisa foram cinco professores do ensino superior, escolhidos de modo aleatório. Os resultados evidenciam que a Didática fundamenta a prática pedagógica, de modo crítico e reflexivo, subsidiando a constituição e o desenvolvimento dos processos de ensino e de aprendizagem, sendo um campo de conhecimento relevante para a análise e realização dos três momentos da ação didática: planejamento, metodologias de ensino e avaliação. Embora a Didática assuma papel de destaque no âmbito da formação e da prática do docente universitário, o ‘saber ensinar’ como campo científico e profissional ainda necessita ocupar mais espaço no trabalho pedagógico universitário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Cristina Moraes, Universidade Estadual do Ceará
Professora Adjunta da Universidade Estadual do Ceará – UECE. Pós-Doutoranda em Educação pela Universidade Federal do Ceará - UFC. Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP. Mestre em Educação Brasileira pela Universidade Federal do Ceará – UFC. Vinculada ao Grupo de Pesquisa: Investigações em Arte, Ensino e História – IARTEH (Programa de Pós-Graduação em Educação/PPGE-UECE). Vinculada ao Mestrado Acadêmico Intercampi em Educação – MAIE/UECE.
Francisco Mirtiel Frankson Moura Castro, Universidade Estadual do Ceará (UECE).
Professor Adjunto da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Pós-Doutorando em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Doutor em Educação pela UECE. Mestre em Educação pela UFC.
Jacques Therrien, Universidade Estadual do Ceará (UECE).
Ph.D. Educação – Universitat de Valencia – Espanha. Professor Visitante e pesquisador da Universidade Estadual do Ceará – UECE. Grupo de Pesquisa Saber e Prática Social do Educador (Programa de Pós-Graduação em Educação da UECE).
Luis Távora Furtado Ribeiro, Universidade Federal do Ceará – UFC
Professor Titular da Universidade Federal do Ceará – UFC, Faculdade de Educação. Doutor em Sociologia pela UFC. Pós-Doutorado pela École des Hautes Études Sciences Sociales – EHESS de Paris, 2013-2014.

Referências

ALMEIDA, M. I. de. Formação do Professor do Ensino Superior: desafios e políticas institucionais. São Paulo: Cortez, 2012. 184 p. (Coleção Docência em Formação: Saberes Pedagógicos / Coordenação Selma Garrido Pimenta).

BARTHES, R. Aula. São Paulo: Cultrix, 2013. 107 p.

BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, nº 9394, de 20 de dezembro de 1996, Brasília, 1996. Disponível em:

http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/ldb.pdf. Acesso em: 04 mai. 2012.

CAMIN, I. Cartas Pedagógicas: aprendizados que se entrecruzam e se comunicam. Porto Alegre: ESTEF, 2012. 56 p.

D’ÁVILA, C. M.; VEIGA, I. P. A. (Orgs.). Didática e Docência na Educação Superior: implicações para a formação de professores. Campinas, SP: Papirus, 2012. 160 p. (Coleção Magistério: Formação e Trabalho Pedagógico).

DAMASCENO, M. N.; SALES, C. V. (Orgs.). O caminho se faz ao caminhar: elementos teóricos e práticas na pesquisa qualitativa. Fortaleza: Editora UFC, 2005. 195 p.

FRANCO, M. A. do R. S.; PIMENTA, S. G. (Orgs.). Didática: embates contemporâneos. São Paulo: Loyola, 2010. 154 p.

GIL, A. C. Didática do Ensino Superior. São Paulo: Atlas, 2010. 283 p.

LIBÂNEO, J. C.; ALVES, N.. (Orgs.). Temas de Pedagogia: diálogos entre didática e currículo. São Paulo: Cortez, 2012, 551 p.

LIMA, M. S. L. Docência e Pesquisa em Formação de Professores: caminhos que se cruzam nas cartas pedagógicas. In: PIMENTA, S.G.; GUEDIN, E.; FRANCO, M.A.S. (Orgs.) Pesquisa em Educação: alternativas investigativas com objetos complexos. São Paulo: Loiola, 2006. p. 137-148.

LIMA, M. S. L.; SALES, J. de O. C. B. Aprendiz da prática docente: a Didática no exercício do magistério. Fortaleza: Edições Demócrito Rocha, 2002. 108 p.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002. 325 p.

THERRIEN, J. Docência Profissional: a prática de uma racionalidade pedagógica em tempos de emancipação de sujeitos. In: D’ÁVILA, Cristina Maria; VEIGA, Ilma Passos Alencastro. (Orgs.). Didática e Docência na Educação Superior: implicações para a formação de professores. Campinas, SP: Papirus, 2012. p.109-132. 160 p.

Publicado
2020-12-17
Como Citar
Moraes, A. C., Castro, F. M. F. M., Therrien, J., & Ribeiro, L. T. F. (2020). ESPAÇOS DA DIDÁTICA NA PRÁTICA PEDAGÓGICA DE PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR. Interfaces Científicas - Educação, 8(3), 762-777. https://doi.org/10.17564/2316-3828.2020v8n3p762-777
Seção
Artigos