O “CORPO” COMO TEMA DA PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO NA REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTES DA USP (2004-2012)

  • Fabio Zoboli Universidade Federal de Sergipe - UFS
  • Renato Izidoro da Silva Unversidade Federal de Sergipe - UFS
  • Jéssica Vitorino da Silva Terra Nova Universidade do Estado da Bahia - UNEB Campus Jacobina.
  • Monara Santos Silva Universidade Federal de Sergipe - UFS
  • José Theodoro Filho Universidade Federal de Sergipe - UFS
Palavras-chave: Bibliometria, Corpo, Periódico, Educação Física, Revista Brasileira de Educação Física e Esporte da USP.

Resumo

Este artigo objetivou realizar um levantamento da produção do conhecimento da temática “corpo” na Revista Brasileira de Educação Física e Esportes da USP, no período de 2004-2012. O texto é fragmento de uma pesquisa mais ampla realizada em parceria com três Universidades Federais do Brasil (Sergipe – UFS, Espírito Santo – UFES e Santa Catarina – UFSC), que pretendeu mapear e avaliar a produção do conhecimento veiculado nas/pelas principais revistas da área: Revista Brasileira de Ciências do Esporte (RBCE); Revista Brasileira de Educação Física e Esporte da USP (RBEFE); Revista Motrivivência (UFSC); Revista Motriz (UNESP), Revista Ciência e Movimento, Revista Pensar a Prática (UFG); Revista Motus Corporis, Revista Movimento (UFRGS) e Revista da Educação Física da UEM. O estudo é do tipo bibliométrico com abordagem quali-quantitativa de caráter descritivo. Os termos de busca foram: “corpo”, “corporeidade”, “corporal” e “corporalidade”, todos aplicados segundo os filtros “título” e “resumo”. Como resultados foram encontrados noventa trabalhos a partir dos quais foram construídas escalas de medidas para enquadrar o quantitativo das produções científicas. Os trabalhos analisados foram agrupados em cinco categorias: “fundamentos e propostas pedagógicas”, “Educação Física e epistemologia”, “corpo, sexualidade e gênero”, “corpo e estética”, e “motivação e exercício”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabio Zoboli, Universidade Federal de Sergipe - UFS
Pós doutorando em Educação do Corpo pela Universidad Nacional de La Plata (UNLP) Argentina. Doutor em Educação pela Universidade Federal da Bahia - UFBA. Professor do Programa de Pós-graduação em Educação - PPGED da Universidade Federal de Sergipe - UFS. Professor do Departamento em Educação Física da UFS. Membro do grupo de pesquisa "Corpo e política"
Renato Izidoro da Silva, Unversidade Federal de Sergipe - UFS
Doutor em Educação pela Universidade Federal da Bahia - UFBA. Professor do Programa de Pós-graduação em Educação - PPGED da Universidade Federal de Sergipe - UFS. Professor do Departamento em Educação Física da UFS. Coordenador do grupo de pesquisa "Corpo e política"
Jéssica Vitorino da Silva Terra Nova, Universidade do Estado da Bahia - UNEB Campus Jacobina.
Mestre em Educação pela Universidade Federal de Sergipe - UFS. Professora substituta da Universidade Estadual da Bahia campus Jacobina - UNEB. Membro do grupo de pesquisa "Corpo e política"
Monara Santos Silva, Universidade Federal de Sergipe - UFS
Mestre em Educação pela Universidade Federal de Sergipe - UFS. Membro do grupo de pesquisa "Corpo e política"
José Theodoro Filho, Universidade Federal de Sergipe - UFS
Licenciado em Educação Física pela Universidade Federal de Sergipe - UFS. Membro do grupo de pesquisa "Corpo e política"

Referências

ANTUNES, F. H. C. et al. Um retrato da pesquisa brasileira em educação física escolar: 1999-2003. Motriz, Rio Claro, v. 11, n. 3, p. 179-184, set./dez. 2005.

ARAÚJO, C. A. Bibliometria: evolução história e questões atuais. Revista Em Questão, Porto Alegre, v. 12, n. 1, p. 11-32, jan./jun. 2006.

ARAÚJO, R.F.; ALVARENGA, L. A Bibliografia na Pesquisa científica da Pós-graduação brasileira de 1987 à 2007. Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação. Florianópolis: v. 16, n. 31. p.51-70, 2011.

BACHELARD, G. Conhecimento científico e conhecimento comum. In: ______ O materialismo racional. Lisboa: Edições 70, 1990, p. 241-260.

______ O primeiro obstáculo: a experiência primeira. In: ______ A formação do espírito científico: contribuição para uma psicanálise do conhecimento. Tradução de Estela dos Santos Abreu. Rio de Janeiro: Contraponto, 1996, p. 29-67.

BRACHT, V. et al. A educação física escolar como tema da produção do conhecimento nos periódicos da área no Brasil (1980-2010): parte 1. Movimento, Porto Alegre, v. 17, n. 2, p. 11-34, abr./jun. 2011.

BRACHT, V. et al. A educação física escolar como tema da produção do conhecimento nos periódicos da área no Brasil (1980-2010): parte 2. Movimento, Porto Alegre, v. 18, n. 2, p. 11-37, abr./jun. 2012.

BUFREM, L.; PRATES, Y. O saber científico registrado e as práticas de mensuração da informação. Ciência da Informação. Brasília: v. 34, n. 2, p. 9-25, maio/ago., 2005.

CARVALHO, Y.M.; MANOEL, E.J. Pós-graduação na educação física brasileira: a atração (fatal) para a biodinâmica. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.37, n.2, p. 389-406, maio/ago. 2011.

FARIA JÚNIOR, A. G. de. A contribuição da pós-graduação para o desenvolvimento do corpo de conhecimentos da educação física (1975-1984). Rio de Janeiro: [s.n.], 1987.

______. Produção do conhecimento na educação física brasileira: dos cursos de graduação à escola de primeiro e segundo graus. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Campinas, v. 13, n. 1, p. 45-53, 1991.

GAMBOA, S. Epistemologia da pesquisa em Educação: estruturas lógicas e tendências metodológicas. 1987. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1987.

GAMBOA, S.; CHAVES, M.; TAFFAREL, C. A pesquisa em educação física no Nordeste brasileiro (Alagoas, Bahia, Pernambuco e Sergipe), 1982-2004: balanço e perspectivas. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Campinas, v. 29, n.1, p. 89-106, set. 2007.

GOELNER, S. V. Verbete Gênero. In FENSTENSEIFER, P. E.; GONZÁLEZ, J. F. (org.) Dicionário crítico de Educação Física. p. 207-209. Ijuí: Ed. Unijuí, 2005.

MORAIS, P. R. de. Método estatístico. In: HEGENBERG, L. et al. (orgs.). Métodos de pesquisa: de Sócrates a Marx e Popper. São Paulo: Atlas, 2012.

MUNIZ JUNIOR, J.; MAIA, M.; VIOLA, G. Os principais trabalhos na teoria do conhecimento tácito: pesquisa bibliométrica 2000-2011. In: Anais do XIV Simpósio de Administração da Produção, Logística e Operações Internacionais (SIMPOI), São Paulo: FGV-EAESP, 2011 p. 1-10.

PEREIRA, J. C. R. Análise de Dados Qualitativos: estratégias metodológicas para as Ciências da Saúde, Humanas e Sociais. 3. ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2004.

POPPER, K. R. Duas faces do senso: argumento a favor do realismo de senso comum e contra a teoria de senso comum do conhecimento. In: ______Conhecimento objetivo: uma abordagem evolucionária. Tradução de Milton Amado. Belo Horizonte: Itatiaia, 1999, p. 45-107.

______ Sobre a teoria da mente objetiva. In: ______Conhecimento objetivo: uma abordagem evolucionária. Tradução de Milton Amado. Belo Horizonte: Itatiaia, 1999a, p. 151-178.

RAYS, O. A. A questão da metodologia do ensino na didática escolar. In: VEIGA, I. P. A. (org.). Repensando a didática. 5. ed. Campinas, SP: Papirus, 1991, p. 83-95.

ROSA, S.; LETA, J. Tendências atuais da pesquisa brasileira em educação física parte 1: uma análise a partir dos periódicos nacionais. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 24, n. 1, p. 121-134, jan./mar. 2010.

SANTOS, J. D. S. Produção do conhecimento em educação física: análise epistemológica das dissertações e teses dos programas de pós-graduação nas universidades públicas da região sul do Brasil (2000-2010)”. Tese de doutorado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Educação da UNICAMP sob a orientação de Sílvio Gamboa. 2012.

SAVIANI, D. Escola e democracia. Campinas, SP: Autores Associados, 2008. (Coleção educação contemporânea).

SILVA, A.J.; TOLEDO FILHO, J.R.; PINTO, J. Análise bibliométrica dos artigos sobre controladoria publicados em periódicos dos programas de pós-graduação em ciências contábeis recomendados pela capes. Associação Brasileira de Custos. São Leopoldo: v. 4, n. 1, p. 36-52, jan./abr., 2009.

SILVA, M.R. da; HAYASHI, C.R.M. Análise bibliométrica e cientométrica: desafios aos especialistas que atuam no campo. Revista de Ciência da Informação e Documentação. Ribeirão Preto: v. 2, p. 110-129, 2011.

SOUZA E SILVA, R. V. S.; ALVES, M. B. M.; PRINGOLATO, E. M. P. (Org.). Produção

científica em educação física e esportes: dissertações e teses -1979-1994. Uberlândia: EDUFU, 1996. v. 1.

SOUZA E SILVA, R. V. Mestrados em educação física no Brasil: pesquisando suas pesquisas. 1990. Dissertação (Mestrado em Ciência do Movimento Humano) - Programa de Pós-Graduação em Ciência do Movimento Humano da Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 1990.

______. Pesquisa em Educação Física: determinações históricas e implicações epistemológicas. 1997. Doutorado (Tese em Educação) - Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1997.

SOUZA E SILVA, R. V. S. et al. Produção científica em educação física e esportes: dissertações e teses. Uberlândia: Editora da Universidade Federal de Uberlândia, 1998. v. 2-3.

TORRES, R. M. Que (e como) é necessário aprender?: necessidades básicas de aprendizagem e conteúdos curriculares. Tradução de Tália Bugel. Campinas, SP: Papirus, 1994. (Educação Internacional do Instituto Paulo Freire).

VIEIRA, S. O que é estatística? 2. ed. São Paulo: Brasiliense, 2010. (Coleção Primeiros Passos; 195).

WEEKS, J. O corpo e a sexualidade. In: LOURO, G. (org.) In: O corpo educado: Pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, p. 35-82. 1999.

Publicado
2018-03-02
Como Citar
Zoboli, F., da Silva, R. I., Terra Nova, J. V. da S., Silva, M. S., & Theodoro Filho, J. (2018). O “CORPO” COMO TEMA DA PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO NA REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTES DA USP (2004-2012). Interfaces Científicas - Educação, 6(2), 79–96. https://doi.org/10.17564/2316-3828.2018v6n2p79–96
Seção
Artigos