PANDEMIA, TECIDO SOCIAL E DESIGUALDADES

Resumo

Trata-se de uma resenha crítica da mais nova obra do sociólogo português Boaventura de Souza Santos, intitulada “La cruel pedagogia del virus” e publicada pelo Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociais (CLACSO) em abril de 2020.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Ferreira da Silva, Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
Professora Adjunta da Universidade Federal do Amazonas (UFAM); Professora Permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE/UFAM); Doutora em Ciências da Educação pela Universidade Nova de Lisboa (UNL)/Bolsa Erasmus Mundus, com Pós-Doutorado em Sociologia Política pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).
Victória Soares dos Santos, Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
Graduanda do curso de Licenciatura em Pedagogia pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM).

Referências

ROSA, Hartmut. Social acceleration: a new theory of modernity. New York: Columbia University Press, 2015.

SANTOS, Boaventura de Souza. La cruel pedagogía del virus. Traducción: Paula Vasile. Ciudad Autónoma de Buenos Aires: CLACSO, 2020.

SANTOS, Boaventura de Souza. Para além do pensamento abissal: das linhas globais a uma ecologia dos saberes. In: SANTOS, Boaventura de Souza; MENESES, Maria Paula. Epistemologias do Sul. São Paulo: Cortez, 2010. p. 31-83.

Publicado
2020-12-17
Como Citar
Silva, C. F. da, & Santos, V. S. dos. (2020). PANDEMIA, TECIDO SOCIAL E DESIGUALDADES. Interfaces Científicas - Educação, 8(3), 778-785. https://doi.org/10.17564/2316-3828.2020v8n3p778-785
Seção
Resenha