PEGA A VISÃO! NEM TUDO É BRINCADEIRA: PERCEPÇÃO DO BULLYING NO CONTEXTO ESCOLAR BASEADO NO RACISMO E LGBTFOBIA

DOI:

https://doi.org/10.17564/2316-3828.2021v11n1p124-139

Autores

  • Denívia dos Santos Gonçalves Universidade Federal da Bahia
  • Pollyanna Rezende-Campos Universidade Federal da Bahia
  • Maria da Conceição Carvalho Dantas Universidade Federal da Bahia

Publicado

2021-08-09

Downloads

Downloads

Não há dados estatísticos.

Resumo

O trabalho trata a questão do bullying, considerando o racismo e LGBTfobia como base de sustentação
para as atitudes violentas na escola. Estas inquietações resultaram no desenvolvimento do Projeto de
Intervenção - requisito obrigatório para a conclusão do curso de Especialização em Gênero, Sexualidade
na Educação. As manifestações foram analisadas dentro da instituição alvo da pesquisa, identificando
o conhecimento de estudantes adolescentes e jovens sobre as agressões que praticam e/ou sofrem.
Ao aproximar o racismo e a LGBTfobia como bases para a prática do bullying no âmbito escolar,
o objetivo foi de provocar reflexões sobre os impactos e consequências de atitudes segregadoras e
orientar sobre a importância do combate a toda e qualquer forma de violência, estimulando práticas
inclusivas, respeitosas, defendidas pelo direito à liberdade de expressão. Foram utilizados questionários,
um para coleta de conhecimentos prévios e o outro após a apresentação artística, foi possível
perceber que a arte como elemento educacional, a interação com o conteúdo desejado acontece de
forma mais intensa e reflexiva. As impressões conclusivas são que as juventudes que participaram do
projeto estão atentas na distinção entre os tipos de agressões ocorridas na escola, bem como relacionam
as atitudes com pensamentos racistas, machistas e LGBTfóbicas, percebendo os impactos negativos
na autoestima e na convivência entre pares.

Biografia do Autor

Denívia dos Santos Gonçalves, Universidade Federal da Bahia

Especialista em Gênero e Sexualidade na Educação
– UFBA; Graduada pelo Programa Interdisciplinar em
Humanidades da Universidade Federal da Bahia – UFBA;
Educadora Social -Prefeitura Municipal de Salvador, atuando
com famílias assistidas pelo Centro de Referência em
Assistência Social – CRAS. 

Pollyanna Rezende-Campos, Universidade Federal da Bahia

Mestra e Doutoranda em Família na Sociedade Contemporânea
– PPGFSC/UCSAL; Especialista em Gênero
e Sexualidade na Educação – UFBA; Professora da Rede
Estadual de Educação do Estado da Bahia; Integrante do
núcleo de estudos sobre Direitos Humanos – NEDH/UCSAL
e do Núcleo de pesquisa e extensão em Culturas, Gêneros
e Sexualidades – NUCUS/UFBA na linha Gênero, Sexualidade
e Escola. 

Maria da Conceição Carvalho Dantas, Universidade Federal da Bahia

Doutora e Mestre em Educação pela Universidade Federal
da Bahia – FACED/UFBA - grupo Educação e Diversidade;
Membro Núcleo de pesquisa e extensão em Culturas, Gêneros
e Sexualidades – NUCUS/UFBA, na linha Gênero, Sexualidade
e Escola. 

Como Citar

dos Santos Gonçalves, D. ., Rezende-Campos, P. ., & da Conceição Carvalho Dantas, M. . (2021). PEGA A VISÃO! NEM TUDO É BRINCADEIRA: PERCEPÇÃO DO BULLYING NO CONTEXTO ESCOLAR BASEADO NO RACISMO E LGBTFOBIA. EDUCAÇÃO, 11(1), 124–139. https://doi.org/10.17564/2316-3828.2021v11n1p124-139