A CURADORIA DIGITAL ON-LINE E O PROCESSO DE FORMAÇÃO DO PROFESSOR-AUTOR: EXPERIÊNCIAS DE AUTORIA EM/NA REDE

Patrícia Scherer Bassani, Emanuele Biolo Magnus, Berta Wilbert

Resumo


O estudo aqui apresentado busca contribuir, complementar e ampliar o escopo de pesquisas envolvendo o uso das tecnologias digitais no processo de formação de professores sob a perspectiva do professor-autor, a partir de uma estratégia pedagógica que envolve a autoria sob a perspectiva da curadoria digital, articulada aos estudos sobre ambientes pessoais de aprendizagem (ou Personal Learning Environments - PLE). O objetivo consiste em analisar as possibilidades das ferramentas de curadoria on-line como espaços para o exercício da autoria e da socialização de saberes na perspectiva do PLE, no contexto da formação inicial de professores de licenciatura. O presente estudo, de natureza aplicada e abordagem qualitativa, foi desenvolvido com base no método da Cartografia, envolvendo um grupo de acadêmicos de licenciatura regularmente matriculados no curso Letras. Os dados foram produzidos a partir de observação in loco durante as aulas e dos documentos on-line produzidos pelos estudantes, seguido por um processo de análise documental. Resultados apontam que as ferramentas de curadoria oportunizam a autoria, uma vez que tornam público um conjunto de escolhas do sujeito, caracterizando um primeiro movimento de gestão e apropriação do PLE

Palavras-chave


curadoria digital; formação de professores; ambientes pessoais de aprendizagem

Texto completo:

PDF

Referências


ABBOUT, Daisy. What is digital curation? Edinburgh, UK: Digital Curation Centre, 2008. Disponível em: . Acesso em: 29 dez.

AMARAL, Adriana. O. Curadoria de informação e conteúdo na web: uma abordagem cultural. In: SAAD, Elizabeth Nicolau. Curadoria digital e o campo da comunicação. São Paulo: ECA/USP, 2012. p. 40 – 50. Disponível em . Acesso em 18 nov. 2015.

CARVALHO, A.B.G.; ALVES, T.P. Práticas e percursos dos professores da educação básica com ações de autoria e colaboração nas redes sociais. Revista Diálogo Educacional, v.15, n.45, p. 493-514. 2015.

CASTAÑEDA, Linda; ADELL, Jordi. (eds.). (2013). Entornos personales de aprendizaje: claves para el ecosistema educativo en red. Alcoy: Marfil. Disponível em: . Acesso em: 01 jan. 2016.

CASTAÑEDA, Linda; ADELL, Jordi. Beyond the tools: analysing personal and group learning environments in a university course. Cultura y Educación, 26 (4), p. 739-774, 2014.

COMITÊ GESTOR DA INTERNET NO BRASIL – CGI.br. Pesquisa sobre o uso das tecnologias da informação e comunicação nas escolas brasileiras. TIC educação 2015. São Paulo: CGI.br, 2016. Disponível em: < http://cetic.br/publicacao/pesquisa-sobre-o-uso-das-tecnologias-de-informacao-e-comunicacao-nas-escolas-brasileiras-tic-educacao-2015/> Acesso em 16 nov. 2016.

HEWSON, Claire; LAURENT, Dianna. Research design and tools for internet research. In: HUGHES, Jason. (Ed.). Sage internet research methods. Sage: London, 2012. p.165-193.

LOPES, Daniel de Queiroz; SOMMER, Luis Henrique; SCHMIDT, Saraí. Professor-propositor: a curadoria como estratégia para a docência on-line. Revista Educação & Linguagem, Porto Alegre, RS, v. 17, n. 2, p. 54-72, jul.-dez. 2014. Disponível em: . Acesso em: 29 dez. 2015.

MARTINS, Mirian Celeste (coord.). Curadoria educativa: inventando conversas. Reflexão e Ação – Revista do Departamento de Educação/UNISC - Universidade de Santa Cruz do Sul, vol. 14, n.1, jan/jun 2006, p.9-27. Disponível em: . Acesso em: 03 jan. 2016.

MOTA, J. Personal Learning Environments: Contributos para uma discussão do conceito. Educação, Formação & Tecnologias; 2 (2), 5-21. 2009.

PASSOS, Eduardo, KASTRUP, Virgínia, ESCÓSSIA, Liliana da. Pistas do Método da Cartografia. Porto Alegre: Sulina, 2012.

RAMOS, Daniela Osvald. Anotações para a compreensão da atividade do “Curador de Informação Digital”. In: SAAD, Elizabeth Nicolau. Curadoria digital e o campo da comunicação. São Paulo: ECA/USP, 2012. p. 11 – 21.Disponível em: . Acesso em: 16 nov. 2015.

ROSSINI, T.S.S.; SANTOS, E.O.; AMARAL, M.M. Recursos Educacionais Abertos na Formação de Professor-Autor na Cibercultura. EAD em foco: Revista Científica em Educação a Distância, CECIERJ, Rio de Janeiro, v. 7, n. 1, p. 7-20. 2017. Disponível em: . Acesso em: 01 jun. 2017.

SANTOS, E.; PONTE, F.S.; ROSSINI, T.S.S. Autoria em rede: uma prática pedagógica emergente. Revista Diálogo Educacional, v.15, n.45, p. 515-536. 2015.

SILVA, Tarcízio. Curadoria, Mídias Sociais e Redes Profissionais: Reflexões sobre a prática. In: SAAD, Elizabeth Nicolau. Curadoria digital e o campo da comunicação. São Paulo: ECA/USP, 2012. p. 73 – 84. Disponível em . Acesso em: 16 nov. 2015.

TORRES-KOMPEN, R., COSTA, C. Formación continua, aprendizaje a lo largo de la vida y PLEs. In: CASTAÑEDA, Linda; ADELL, Jordi (Eds.), Entornos Personales de Aprendizaje: Claves para el ecosistema educativo en red. Alcoy: Marfil, 2013. p. 85­92.

TORRES, P.L.; BEHRENS, M.A.; MATOS, E.M. Prática pedagógica numa visão complexa na educação presencial e a distância: os ‘reas’ como recurso para pesquisar, ensinar e aprender. Revista Diálogo Educacional, v.15, n.45, p. 443-471. 2015.

UTUARI, Solange. O professor propositor. Disponível em: . Acesso em: 03 jan. 2016.

VERGARA, Luiz Guilherme. Curadorias educativas: a consciência do olhar: percepção imaginativa, perspectiva fenomenológica aplicadas à experiência estética. In: Anais ANPAP - Congresso Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas. São Paulo – 22 a 26, out, 1996. vol. III. p. 240 – 247.




DOI: http://dx.doi.org/10.17564/2316-3828.2017v6n1p93-106


Indexada em: