DA TESE DE DIOP ÀS CONTRANARRATIVAS DO EGITO NEGRO: OUTRAS EPISTEMOLOGIAS NUMA ESCOLA PLURIDIMENSIONAL

  • Artur Epifanio dos Santos Universidade Federal da Bahia/PosAfro
Palavras-chave: Educação, Identidade étnico-racial, História da África.

Resumo

Esse texto traz uma discussão recorrente tanto nos meios acadêmicos quanto fora dele a respeito da tese do Egito Negro defendida por uma boa parte dos afrocentristas em contraponto à visão única e universalista eurocêntrica de negação da tese da negritude da civilização egípcia. Uma dialética que problematiza o tema para além da polaridade eurocentrismo versus afrocentrismo por ser reducionista e limitador. No momento em que se discute a escola sem partido e o extremismo ideológico tanto de direita quanto de esquerda, proponho uma reflexão teórico- empírica sobre diferentes cosmogonias que não são contempladas nos conteúdos pedagógicos da Educação Básica sobre relações raciais e do espólio do povo negro nas ciências. Uma escola que expresse e se desenvolva epistemologicamente em diversas direções. Utilizo o afrocentrismo como viés reflexivo. Uma análise além dos estereótipos e preconceitos atribuídos ao negro de modo, que não colabora para autoestima desses indivíduos que são inferiorizados e tem a sua identidade reiteradamente obliterada por uma sociedade racista e discriminadora que o impede de construir livremente a sua identidade social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Artur Epifanio dos Santos, Universidade Federal da Bahia/PosAfro
Mestre em Estudos Étnicos e Africanos da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da POSAFRO/UFBa.Licenciado em História pela Faculdade de Ciências Educacionais . Bacharel em Biblioteconomia e Documentação pela UFBa.Especialização em Metodologia da Educação Profissional pela UNEB e em Administração Pública pela UNEB.Com especialização em Educação de Jovens e Adultos na Diversidade pela FACED/UFBa. Professor EAD em Infraestrutura e Gestão Escolar utilizando o método PBL, no Instituto Federal da Bahia-IFBa (2015).. Atuou como professor de Gestão no PROEJA-SEC.Ba e PRONATEC-IFBa. Professor de História e Adminisração pela Secretaria de Educação do Estado da Bahia-SEC-Ba. Tem experiência na área de administração pública e privada em Gestão de Informação e Conhecimento como gestor de documentos em projetos de engenharia em empresas petroquímicas . Atuou em alguns projetos comunitários em associação de moradores e grupos de resistência étnico-racial de combate a desigualdade,projetos culturais de teatro com jovens da rede municipal de Madre de Deus.Atualmente trabalha em escola pública com jovens vitimas de violência e em conflitos com a lei .Foi professor EAD da Especialização em Educação e Diversidade da UFRB, Núcleo de Educação Continuada Digital
Publicado
2020-09-14
Como Citar
Santos, A. E. dos. (2020). DA TESE DE DIOP ÀS CONTRANARRATIVAS DO EGITO NEGRO: OUTRAS EPISTEMOLOGIAS NUMA ESCOLA PLURIDIMENSIONAL. Interfaces Científicas - Direito, 8(2), 311-328. https://doi.org/10.17564/2316-381X.2020v8n2p311-328
Seção
Artigos