IMPACTO DA EXPLORAÇÃO ARTESANAL DE OURO NA SAÚDE DOS GARIMPOS DO DISTRITO DE MANICA – MOÇAMBIQUE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17564/2316-3798.2021v8n3p20-31

Palavras-chave:

Saúde. Garimpo. Ouro. Manica.

Resumo

Este pesquisa visa identificar os impactos da exploração artesanal de ouro na saúde dos garimpos do distrito de Manica – Moçambique. Para a sua materialização foi realizada a pesquisa bibliográfica, documental, observação, entrevista e inquérito aos garimpos e aos profissionais de saúde. Os resultados mostraram as doenças que afetam os garimpeiros estão relacionados com as condições em que a actividade mineira é realizada, isto mostra que existe deficiência no uso de equipamento de proteção individual e coletivo. Foram identificadas várias doenças oriundas da atividade garimpo, designadamente infeção das veias respiratórias superiores; feridas incisa; agressões; quedas, lombalgias; dores abdominais, tosse, dores de peito, filarias entre outras. Verificou-se que nas comunidades em estudo a dieta alimentar não é regular, que pode resultar no surgimento de doenças identificadas tais como estresse, depressão, alteração de humor, agressão entre outras. Este estudo evidencia a necessidade de realização de uma exploração sustentável do ouro de modo a garantir a continuidade da actividade de forma saudável sem deixar de lado a educação ambiental que possa promover mudança de comportamento por parte dos garimpeiros. Palavras-chave: Saúde. Garimpo. Ouro. Manica.

Biografia do Autor

Edson Fernandes Raso, Universidade Púnguè

Director científico da Universidade Púnguè. Doutor (PhD) e Mestre em Ciência e Tecnologia Mineral e Meio Ambiente, área de Engenharia II, pelo Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear e Universidade Federal de Minas Gerais – Brasil. Professor de Graduação e Pós – Graduação da Faculdade de Geociência e Ambiente da Universidade Púnguè – Moçambique.

Albano Amunacachuma Pedro, Universidade Púnguè

Graduado em Psicologia pela Universidade Pedagógica de Moçambique, e actualmente afecto na Universidade Púnguè como Docente, Pesquisador e Coordenador dos Cursos de Psicologia Educacional e Psicologia Social e das Organizações, na Faculdade de Educação, no Departamento de Psicologia e Pedagogia.Áreas de interesse: Desenvolvimento Humano e Aprendizagem, Relações interpessoais e comportamento organizacional.

Kátia Marisa Gotine, Universidade Púnguè

Kátia Marisa Paulo Gotine, Docente na Universidade Pungue. Mestrada em Gestão Ambiental e Licenciada em Ensino de Geografia. Pesquisadora na área socio ambiental. Actualmente envolvida em três pesquisas científicas a destacar a participação da mulher na exploração do ouro artesanal no Distrito de Manica.

Moisés Mário Cachepa, Universidade Púnguè

Docente e pesquisador da Universidade Púnguè afecto no Departamento de Ciências Naturais e Matemática. Mestre em Engenharia Civil pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos-Brasil e Licenciado (formado) em Matemática pela Universidade Pedagógica de Moçambique. Profissionalmente actua na área de Matemática e Engenharia Civil nas linhas de pesquisa de Análise Matemática e Materiais e Estrutura.

Obete Madacussengua, Universidade Púnguè

Docente do curso de graduação em Biologia da Universidade Púnguè. Chefe do departamento de pesquisa, edição e publicação na Universidade Púnguè. Mestre em Engenharia Biotecnológica, pelo Instituto Politécnico de Bragança-Portugal.

Nicson Nassone Jonissene, Universidade Católica

Mestre em Auditoria e Gestão de Empresas Docente do curso de graduação em contabilidade e Auditoria Departamento de Contabilidade e Auditoria

Downloads

Publicado

2021-04-29

Como Citar

Raso, E. F., Pedro, A. A., Gotine, K. M., Cachepa, M. M., Madacussengua, O., & Jonissene, N. N. (2021). IMPACTO DA EXPLORAÇÃO ARTESANAL DE OURO NA SAÚDE DOS GARIMPOS DO DISTRITO DE MANICA – MOÇAMBIQUE. Interfaces Científicas - Saúde E Ambiente, 8(3), 20–31. https://doi.org/10.17564/2316-3798.2021v8n3p20-31

Edição

Seção

Artigos