ASSOCIAÇÃO ENTRE POLUIÇÃO DO AR E FENÓTIPOS DA ASMA EM SALVADOR, BRASIL, UMA CIDADE COM NÍVEIS DE POLUENTES DENTRO DOS LIMITES RECOMENDÁVEIS

DOI:

https://doi.org/10.17564/2316-3798.2022v9n1p13-27

Autores

  • Jurema de Melo Cunha Universidade Federal da Bahia
  • Valmar Bião Fundação ProAR
  • Eduardo Vieira Ponte
  • Ila Sobral Muniz
  • Constança Margarida Sampaio Cruz
  • Vânia Palmeira Campos
  • Álvaro Augusto Souza da Cruz Filho

Publicado

2022-04-29

Downloads

Edição

Seção

Artigos

Resumo

Objetivo: avaliar a relação entre a exposição à poluição atmosférica e fenótipos da asma, controle dos sintomas e função pulmonar. Métodos:  residentes num raio de dois quilômetros das oito estações fixas de monitoramento do ar, com asma grave ou asma leve a moderada, subdivididos em: atópico e eosinofílico e avaliados com o Questionário de Controle da Asma e espirometria. Resultados: nos indivíduos com asma leve/moderada, o fenótipo não eosinofílico esteve associado a maior exposição ao material particulado e ao dióxido de nitrogênio; a amostra com asma grave não demonstrou associação a qualquer desfecho de controle da asma. Conclusão: A exposição de indivíduos com asma leve a moderada aos poluentes MP10 e NO2 esteve associada ao fenótipo não eosinofílico da asma em Salvador, Brasil.

Como Citar

Cunha, J. de M., Bião de Lima, V., Vieira Ponte, E., Sobral Muniz, I., Margarida Sampaio Cruz, C., Palmeira Campos, V., & Augusto Souza da Cruz Filho, Álvaro. (2022). ASSOCIAÇÃO ENTRE POLUIÇÃO DO AR E FENÓTIPOS DA ASMA EM SALVADOR, BRASIL, UMA CIDADE COM NÍVEIS DE POLUENTES DENTRO DOS LIMITES RECOMENDÁVEIS. Interfaces Científicas - Saúde E Ambiente, 9(1), 13–27. https://doi.org/10.17564/2316-3798.2022v9n1p13-27