CORPO VIVIDO DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA: OLHAR DE GESTORES E DE FUNCIONÁRIOS DE UMA ESCOLA PÚBLICA

  • Betânia Nicácio Brasiliano Universidade Federal de Viçosa
  • Laís Barbosa Alves Universidade Federal de Viçosa.
  • Soraya Dayanna Guimarães Santos Universidade Federal de Viçosa
Palavras-chave: Deficiência, alunos, gestores e funcionários

Resumo

A corporeidade pode ser entendida como a forma com que percebemos nossos corpos através da representação em nossa mente. Desta maneira, investigar como o corpo das pessoas com deficiência é percebido possibilitará um maior entendimento de como as relações com os corpos desses sujeitos são estabelecidas. O objetivo do presente estudo foi analisar o olhar de gestores e de funcionários de uma escola pública sobre o corpo de alunos com deficiência. Realizou-se entrevista semiestruturada com dois gestores e três funcionários de uma escola estadual da Zona da Mata Mineira. Para análise dos dados, utilizou-se a análise de conteúdo de Bardin. Tivemos como principais resultados, que o olhar de gestores e de funcionários da escola é cercado pelo discurso da “normalidade” e da “superproteção”, além do ambiente escolar não estar preparado para incluir os alunos que possuem deficiência. Desta maneira, existe a necessidade de desconstruir essa forma estigmatizada e cercada de preconceitos acerca do corpo da pessoa com deficiência, devendo-se valorizar o potencial humano e suas relações estabelecidas através dele.

Biografia do Autor

Betânia Nicácio Brasiliano, Universidade Federal de Viçosa
Graduada em Educação Física e Mestranda em Atividade Física e Saúde pela Universidade Federal de Viçosa
Laís Barbosa Alves, Universidade Federal de Viçosa.
Graduada em Fisioterapia pela Univiçosa Facisa; Especialista em Terapia Manual e postural pelo Centro Universitário de Maringá; Mestranda em Atividade Física e Saúde pela Universidade Federal de Viçosa
Soraya Dayanna Guimarães Santos, Universidade Federal de Viçosa
Doutora em Educação (PPGE/UFAL); Docente do Departamento de Educação Física e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Viçosa; Viçosa-MG
Publicado
2020-12-02
Como Citar
Brasiliano, B. N., Alves, L. B., & Santos, S. D. G. (2020). CORPO VIVIDO DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA: OLHAR DE GESTORES E DE FUNCIONÁRIOS DE UMA ESCOLA PÚBLICA. Interfaces Científicas - Saúde E Ambiente, 8(2), 457-472. https://doi.org/10.17564/2316-3798.2020v8n2p457-472
Seção
Artigos