ANÁLISE CLÍNICA E SALIVAR DAS CONDIÇÕES DE SAÚDE BUCAL DE UMA COMUNIDADE QUILOMBOLA DO NORDESTE BRASILEIRO

  • Jamille Alves Araújo Rosa Cirurgiã-dentista, doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Saúde e Meio Ambiente da Universidade Tiradentes. Aracaju, Sergipe, Brasil http://orcid.org/0000-0002-8687-1047
  • Matheus dos Santos Fernandez Faculdade de Odontologia - Universidade Federal de Pelotas - Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. http://orcid.org/0000-0001-7781-3083
  • Cristiane Costa da Cunha Oliveira Cirurgiã-dentista, professora titular do Programa de Mestrado em Saúde e Meio Ambiente da Universidade Tiradentes, pesquisadora do Instituto de Pesquisa e Tecnologia. Aracaju, Sergipe, Brasil http://orcid.org/0000-0003-1439-7961
Palavras-chave: Epidemiologia, Levantamentos de Saúde bucal, Saúde de grupos populacionais específicos, Cárie dentária

Resumo

Tem-se como objetivo analisar as condições de saúde bucal, pH e fluxo salivar e tipo de atendimento odontológico de uma população quilombola do Nordeste brasileiro. Participaram deste estudo um total de 86 indivíduos, pertencentes às faixas etárias de 5 anos, 12 anos, 15 a 19 anos, 35 a 44 anos e 65 a 74 anos. A condição dentária permanente foi analisada a partir através do índice CPO-D, e na dentição decídua através do ceo-d. Foi aplicado um questionário contendo questões socioeconômicas. A análise salivar ocorreu com o uso de um tubo coletor milimetrado e fita indicadora Macherey-Nagel. A análise univariada foi verificada através da frequência absoluta e média aritmética. A análise bivariada utilizou o Teste Exato de Fisher. Os resultados apontam elevados índices de ceo-d e CPO-D na comunidade. Na idade de 5 anos foi encontrado uma prevalência alta de cárie de 71,4%, na idade de 12 anos a média do CPO-D foi igual a 6,00. Nas faixas etárias de 15 a 19 anos; 35 a 44 e 65 a 74 as médias do CPO-D foram respectivamente: 6,25; 15,38 e 24,67. Os fatores que estiveram associados à cárie dentária foram a idade (p<0,001) e sexo (p< 0,001). Não foram encontradas alterações quanto ao pH e fluxo salivar. Conclui-se que a prevalência de cárie dentária e edentulismo é alta na população quilombola de Patioba, refletindo a necessidade de criação e ampliação de políticas públicas de saúde voltadas para a melhoria da qualidade de vida dessa população.
Publicado
2020-11-12
Como Citar
Araújo Rosa, J. A., Fernandez, M. dos S., & Oliveira, C. C. da C. (2020). ANÁLISE CLÍNICA E SALIVAR DAS CONDIÇÕES DE SAÚDE BUCAL DE UMA COMUNIDADE QUILOMBOLA DO NORDESTE BRASILEIRO. Interfaces Científicas - Saúde E Ambiente, 8(2), 375-388. https://doi.org/10.17564/2316-3798.2020v8n2p375-388
Seção
Artigos