ESTUDOS DAS CONDIÇÕES ACÚSTICAS NA PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO DE UMA UNIVERSIDADE PRIVADA EM SÃO LUÍS-MA

  • Igor Cavalcante Viana Universidade Ceuma
  • Jorge Victor Lima Sousa
  • Kathery de Sousa Silva
  • Mateus Gomes Ramos
  • Michael Thiago Pessoa Felix
  • Daniel Rocha Pereira
Palavras-chave: Ruído, Desconforto, Bem-Estar

Resumo

A um certo tempo de exposição e a um elevado nível, o ruído se torna excessivo o que compromete a qualidade de vida de quem está sendo exposto, já que pode ser prejudicial ao bem-estar emocional, social e físico, podendo ocasionar até mesmo reações no organismo. Dessa maneira, o presente artigo tem como problema de pesquisa avaliar os níveis de ruídos aos quais funcionários, estudantes e visitantes estão sendo expostos em uma praça de alimentação de uma universidade particular. Quanto aos resultados obtidos neste estudo em uma universidade, pode- se concluir que para os alunos e funcionários da instituição, os níveis de ruído encontrados na praça de alimentação, possuem intensidade para causar desconforto em ambos expostos nos locais que foram realizadas as avaliações, visto que o nível de pressão sonora equivalente de ruído da praça estudada ficou acima da faixa de nível permitido pela NBR 10.152/1987.

Biografia do Autor

Igor Cavalcante Viana, Universidade Ceuma
Graduando em Engenharia Ambiental
Publicado
2020-04-16
Como Citar
Viana, I. C., Sousa, J. V. L., Silva, K. de S., Ramos, M. G., Felix, M. T. P., & Pereira, D. R. (2020). ESTUDOS DAS CONDIÇÕES ACÚSTICAS NA PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO DE UMA UNIVERSIDADE PRIVADA EM SÃO LUÍS-MA. Interfaces Científicas - Saúde E Ambiente, 8(2), 105-114. https://doi.org/10.17564/2316-3798.2020v8n2p%p
Seção
Artigos