CARACTERIZAÇÃO DAS INTERNAÇÕES HOSPITALARES DE IDOSOS NO SUS EM SERGIPE: ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DESCRITIVO DO ANO DE 2018

  • Sara Larissa Guimarães Mercenas Enfermeira pela Universidade Tiradentes
  • Tainá Pinho Oliveira Ferreira Enfermeira pela Universidade Tiradentes
  • Rebecca Maria Oliveira de Góis Professor Adjunto - UNIT
  • Maria Lúcia Silva Servo Universidade Estadual de Feira de Santana
Palavras-chave: Epidemiologia, Hospitalização, Tempo de internação, Assistência a idosos, Idoso

Resumo

Com o aumento da expectativa de vida, o crescimento da população idosa vem sendo predominante no Brasil. Por serem mais vulneráveis ao surgimento de doenças e agravos, os idosos acabam necessitando de internamento hospitalar que demanda mais custos para a saúde. Este trabalho teve por objetivo avaliar o perfil epidemiológico e os custos das internações hospitalares dos idosos no SUS no estado de Sergipe no ano de 2018. Trata-se de um estudo epidemiológico, do tipo observacional e descritivo, de caráter quantitativo, realizado através da análise das AIHs. A coleta dos dados foi realizada no site do DATASUS. Verificou-se que Aracaju concentra o maior gasto das internações hospitalares e quanto maior o tempo de permanência no hospital, maior são os gastos gerados com essa internação. O gasto total superior a 25 milhões de reais, referente a 15.384 internações de idosos no Estado de Sergipe; o tempo de permanência apresentou variação, sendo a menor média de permanência superior a 2 dias de internação, e a maior, 11 dias de internação; as doenças do aparelho circulatório (36%) e respiratório (18%) estão entre as principais causas de internação hospitalar em ambos os sexos. Estima-se que para o estado de Sergipe no ano de 2025 é de que o número de internações de idosos suba para 18.147. Pode-se prever um gasto elevado de internações hospitalares implicando uma oneração para a saúde pública. Acredita-se que adaptar as políticas públicas para o envelhecer será um grande desafio no Brasil frente às alterações nas demandas sociais e econômicas.

Biografia do Autor

Sara Larissa Guimarães Mercenas, Enfermeira pela Universidade Tiradentes
Enfermeira pela Universidade Tiradentes
Tainá Pinho Oliveira Ferreira, Enfermeira pela Universidade Tiradentes
Enfermeira pela Universidade Tiradentes
Rebecca Maria Oliveira de Góis, Professor Adjunto - UNIT
Enfermeira. Mestre em Enfermagem pela UEFS. Docente do curso de Enfermagem da Universidade Tiradentes.
Maria Lúcia Silva Servo, Universidade Estadual de Feira de Santana
Enfermeira. Doutora em Enfermagem pela Universidade de São Paulo. Docente do curso de Enfermagem da Universidade Estadual de Feira de Santana – UEFS
Publicado
2020-04-16
Como Citar
Mercenas, S. L. G., Ferreira, T. P. O., Góis, R. M. O. de, & Servo, M. L. S. (2020). CARACTERIZAÇÃO DAS INTERNAÇÕES HOSPITALARES DE IDOSOS NO SUS EM SERGIPE: ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DESCRITIVO DO ANO DE 2018. Interfaces Científicas - Saúde E Ambiente, 8(2), 9-22. https://doi.org/10.17564/2316-3798.2020v8n2p%p
Seção
Artigos