O homem vasectomizado pelo SUS

DOI:

https://doi.org/10.17564/2316-3798.2013v1n3p35-46

Autores

  • Marcel Vinícius Cunha Azevedo Universidade Tiradentes
  • Marieta Cardoso Gonçalves Universidade Tiradentes
  • Paloma Patrícia Rosa

Palavras-chave:

Vasectomia, planejamento familiar, saúde do homem

Publicado

2013-06-27

Downloads

Edição

Seção

Artigos

Resumo

A vasectomia é um método contraceptivo seguro, eficaz, constitui-se como procedimento cirúrgico mais freqüente no âmbito da Urologia. O interesse cada vez maior em participar do planejamento familiar e a oferta de métodos contraceptivos oferecidos atualmente no Sistema Único de Saúde fizeram a percentagem de homens vasectomizados quase que dobrar em dez anos. Teve como objetivo caracterizar o homem vasectomizado, verificar se o número de filhos tem influência direta na opção pela vasectomia, observar o tempo de espera entre a assinatura do termo consentimento e a realização, correlacionar os resultados com as características sócio-econômicas da população. Trata-se de pesquisa descritiva, de corte transversal, com abordagem quantitativa. Foram estudados cento e quinze prontuários que continham as variáveis idade, estado civil, procedência, tempo de espera para realização da cirurgia, escolaridade e número de filhos. Os dados foram tabulados por meio do Excel 2007 e analisados no Epi info 3.3. O homem vasectomizado pelo SUS em Aracaju é casado, está na faixa etária de 30 a 39 anos (58,80%); possui ensino médio (51,5%), tem de 1 a 2 filhos (47,40%), em sua maioria são moradores de bairros da periferia.

Como Citar

Cunha Azevedo, M. V., Gonçalves, M. C., & Rosa, P. P. (2013). O homem vasectomizado pelo SUS. Interfaces Científicas - Saúde E Ambiente, 1(3), 35–46. https://doi.org/10.17564/2316-3798.2013v1n3p35-46