MICROCEFALIA E SÍNDROME CONGÊNITA ASSOCIADA AO ZIKA VÍRUS: ASPECTOS SOCIOECONÔMICOS DAS FAMÍLIAS E VULNERABILIDADE SOCIAL EM UMA CAPITAL DO NORDESTE

DOI:

https://doi.org/10.17564/2316-3798.2022v9n1p380-394

Autores

  • Marcus Valerius Peixoto Universidade Federal de Sergipe http://orcid.org/0000-0001-9047-5875
  • Emilly Stephanie Santos Silva UFS
  • Andrezza Marques Duque UFS

Publicado

2022-12-06

Downloads

Edição

Seção

Artigos

Resumo

Introdução: A microcefalia é uma má formação congênita que ocasiona comprometimentos neurológicos estruturais e/ou funcionais. A relação entre a microcefalia e o vírus Zika, foi comprovada em 2015 e afetou principalmente a região Nordeste do país. Objetivos: Descrever os aspectos socioeconômicos das famílias com nascidos vivos com microcefalia pela síndrome congênita associada à infecção pelo vírus Zika. Métodos: Estudo epidemiológico do tipo transversal com casos de microcefalia. Os dados foram coletados no período de 2016 a 2017, na cidade de Aracaju.  Realizada busca ativa a partir de membros das equipes de atenção básica de todas as unidades de saúde da cidade e do serviço de referência para crianças com microcefalia.  Resultados: A maioria das genitoras ocupavam-se de trabalhos domésticos (44,44%), com renda familiar de até 1 salário mínimo (74,07%) e com apenas um morador contribuindo na despesa familiar (81,48%). Residiam em imóveis alugados (37,04%), recebiam benefícios assistenciais (59,26%) e 85,19% não tinham plano de saúde. Raça/cor parda da genitora em 66,67% das entrevistadas e 92,59% realizaram pré-natal. Conclusão: Estudo evidenciou que os casos da microcefalia associada à infecção pelo vírus Zika estiveram predominantes nas  famílias em condições socioeconômicas vulneráveis

Biografia do Autor

Marcus Valerius Peixoto, Universidade Federal de Sergipe

Professor Adjunto de Saúde Coletiva da Universidade Federal de Sergipe. Doutor em Ciências da Saúde na Área de Concentração de Epidemiologia, Mestrado em Saúde Coletiva pelo Instituto de Saúde Coletiva da UFBA, Especialização em Gestão em Saúde pela Fiocruz.

Como Citar

Peixoto, M. V., Santos Silva , E. S., & Duque, A. M. (2022). MICROCEFALIA E SÍNDROME CONGÊNITA ASSOCIADA AO ZIKA VÍRUS: ASPECTOS SOCIOECONÔMICOS DAS FAMÍLIAS E VULNERABILIDADE SOCIAL EM UMA CAPITAL DO NORDESTE. Interfaces Científicas - Saúde E Ambiente, 9(1), 380–394. https://doi.org/10.17564/2316-3798.2022v9n1p380-394