PERCEPÇÃO DO SINTOMA FADIGA EM INDIVÍDUOS COM DIAGNÓSTICO DE ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO: ESTUDO QUALITATIVO

DOI:

https://doi.org/10.17564/2316-3798.2022v9n1p87-98

Autores

  • Hellen Gonçalves Rosa Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO)
  • Tainara Ribeiro Leite
  • Maiara Fonseca Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO)
  • Josiane Lopes Universidade Estadual do Centro-Oeste

Publicado

2022-04-29

Downloads

Edição

Seção

Artigos

Resumo

Introdução: A fadiga após o acidente vascular encefálico (AVE) é um sintoma muito prevalente que representa um desafio na avaliação do paciente devido ao seu caráter multidimensional e escassez de informações. Objetivo: Caracterizar o sintoma fadiga de indivíduos com diagnóstico de AVE considerando sua percepção. Métodos: Foi realizado um estudo de abordagem qualitativa, de natureza exploratória-descritiva explorando os fenômenos envolvidos na caracterização do sintoma fadiga associado ao AVE. Resultados: Participaram deste estudo 10 indivíduos com diagnóstico de AVE em que definiram a fadiga associada ao AVE como uma falta de energia caracterizada por ser transitória de acometimento diário e limitante nas atividades de vida diária e auto cuidado. A fadiga foi mais sentida em situações que exigem concentração e na tomada de decisões importantes e esteve correlacionada com ansiedade e depressão. Em sua abordagem, os participantes buscam soluções para reduzir ou cessar a fadiga configurando o fenômeno de adaptabilidade ao sintoma. Conclusão: A fadiga associada ao AVE é definida como um sintoma físico e mental, não duradouro, que causa incapacidade com repercussão sensório-motora, emocional, comportamental impulsionando os indivíduos a buscarem estratégias para conviver com a fadiga.

Biografia do Autor

Hellen Gonçalves Rosa, Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO)

Acadêmica do curso de Fisioterapia da Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO)

Tainara Ribeiro Leite

Acadêmica do curso de Fisioterapia da Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO)

Maiara Fonseca, Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO)

Acadêmica do curso de  Fisioterapia da Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO)

Como Citar

Gonçalves Rosa, H., Ribeiro Leite, T. ., Fonseca, M., & Lopes, J. (2022). PERCEPÇÃO DO SINTOMA FADIGA EM INDIVÍDUOS COM DIAGNÓSTICO DE ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO: ESTUDO QUALITATIVO. Interfaces Científicas - Saúde E Ambiente, 9(1), 87–98. https://doi.org/10.17564/2316-3798.2022v9n1p87-98