MONITORAMENTO DOS PARÂMETROS MICROBIOLÓGICOS DA ÁGUA DE CISTERNAS EM ESCOLAS PÚBLICAS DE POCINHOS

Autores

  • Aldeni Barbosa da Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba - Campus Esperança.
  • Edmilson Dantas da Silva Filho Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus de Campina Grande, PB
  • Bruno Allison Araújo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus de Esperança, PB
  • Jeferson Freire da Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus de Esperança, PB
  • Emmily Tainara de Lima Silva e Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus de Esperança, PB
  • Eliane Tâmara Lima Oliveira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus de Esperança, PB
  • Kayan Barbosa Barros Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus de Esperança, PB
  • Samanta Gomes Lima de Andrade Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus de Esperança, PB
  • Manuela Luiza Belmino dos Santos Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus de Esperança, PB
  • Janaina Moreira de Brito

DOI:

https://doi.org/10.17564/2316-3798.2021v8n3p336-347

Resumo

Esse trabalho teve o objetivo de inspecionar os parâmetros microbiológicos da água de cisternas nas escolas públicas de Pocinhos-PB.  As amostras de água destinadas para as análises microbiológicas foram coletadas diretamente das cisternas em garrafas de vidro (500 ml) com boca larga, protegidas com papel laminado, previamente esterilizadas em autoclave a 121 oC, por 30 minutos, e foram encaminhadas para o Laboratório do Centro de Formação Profissional do Instituto Albano Franco de Tecnologia de Couro e de Calçado (CTCC) em Campina Grande/PB. Os parâmetros analisados e os métodos de análises foram: coliformes totais, coliformes termotolerantes, Escherichia coli e bactérias heterotróficas. Por motivos éticos, os nomes das referidas escolas foram mantidos em sigilo, sendo as amostras coletadas nas mesmas, identificadas como amostras 1, 2, 3, 4 e 5. Observou-se que, entre as amostras analisadas, três delas (1, 4 e 5) apresentaram quantidade de coliformes totais, totalmente fora dos limites estabelecidos pela portaria vigente. Todas as amostras apresentaram coliformes termotolerantes. Não se evidenciou a presença de Bactérias heterotróficas. A presença da bactéria E. coli, considerada indicativo de contaminação fecal, foi evidenciada em apenas duas amostras. Conclui-se que todas as amostras estão em desacordo com as recomendações estipuladas pela Portaria do Ministério da Saúde de nº 5, de 28 de setembro de 2017, pois apresentaram coliformes totais, coliformes termotolerantes e/ou E. coli, necessitando, portanto, de tratamento prévio antes de serem fornecidas para consumo humano.

Biografia do Autor

Aldeni Barbosa da Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba - Campus Esperança.

Professor Pós-Doutor em Ciência do Solo pelo Departamento de Solos da Universidade Federal da Paraíba, Campus II, Areia-PB.

Edmilson Dantas da Silva Filho, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus de Campina Grande, PB

Doutor em Engenharia Agrícola. Professor de Química do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba, Campus Campina Grande.

Bruno Allison Araújo, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus de Esperança, PB

Doutor em Engenharia de Materiais. Professor de Desenho Técnico do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba, Campus Esperança.

Jeferson Freire da Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus de Esperança, PB

Discente do Curso Técnico em Informática

Emmily Tainara de Lima Silva e Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus de Esperança, PB

Discente do Curso Técnico em Informática

Eliane Tâmara Lima Oliveira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus de Esperança, PB

Discente do Curso Técnico em Informática

Kayan Barbosa Barros, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus de Esperança, PB

Discente do Curso Técnico em Informática

Samanta Gomes Lima de Andrade, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus de Esperança, PB

Discente do Curso Técnico em Informática

Manuela Luiza Belmino dos Santos, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus de Esperança, PB

Discente do Curso Técnico em Informática

Janaina Moreira de Brito

Graduada em Ciências Biológicas – Universidade Federal da Paraíba, Campus II, Areia/PB.

Downloads

Publicado

2021-09-01

Como Citar

Barbosa da Silva, A. ., Dantas da Silva Filho, E. ., Araújo, B. A., Freire da Silva, J. ., de Lima Silva e Silva, E. T. ., Lima Oliveira, E. T. ., Barbosa Barros, K., Gomes Lima de Andrade, S. ., Belmino dos Santos, M. L., & Moreira de Brito, J. . (2021). MONITORAMENTO DOS PARÂMETROS MICROBIOLÓGICOS DA ÁGUA DE CISTERNAS EM ESCOLAS PÚBLICAS DE POCINHOS. Interfaces Científicas - Saúde E Ambiente, 8(3), 336–347. https://doi.org/10.17564/2316-3798.2021v8n3p336-347

Edição

Seção

Artigos