BREVES LINHAS SOBRE OS AVANÇOS DAS NEUROCIÊNCIAS E O DIREITO PENAL

André Adriano Nascimento da Silva

Resumo


O artigo trata dos influxos dos estudos da neurociência na dogmática penal. Parte de considerações sobre a importância que os conceitos de liberdade de vontade e a consciência de ação tem para o direito penal, para, em breves linhas, trazer os novos estudos neurocientíficos que questionam o atual estado da arte da ciência jurídica.

Palavras-chave


Direito Penal, Culpabilidade, Liberdade, Consciência

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17564/2316-381X.2014v2n3p45-52