EXPERIÊNCIAS DE CONTROLE ESTATAL DAS RELIGIÕES NO BRASIL E EM ANGOLA

  • Kellen Josephine Muniz de Lima Unit
  • Ilzver de Matos Oliveira
Palavras-chave: Fundamentalismo. Liberdade de expressão religiosa. Religiões afro-brasileiras. Igrejas neopentecostais. Controle estatal.

Resumo

Em 2013, em uma decisão inédita, o governo de An-gola determinou o fechamento de igrejas evangélicas neopentecostais instaladas no país sob a acusação de propaganda enganosa, o que acendeu o debate sobre o controle estatal exercido sobre a liberdade religiosa no país, especialmente a liberdade de culto. Assim, através da apresentação desse caso ocorrido em An-gola e de dois outros casos processados na justiça do Brasil, o presente artigo pretende discutir a experiên-cia desses dois países com o controle fundamentalis-mo e a intolerância religiosa neopentecostal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kellen Josephine Muniz de Lima, Unit
Mestranda em Direitos Humanos pela Universidade Tiradentes. Estudan-te-pesquisadora do Grupo de Pesquisa Políticas Públicas de Proteção aos Direitos Humanos – UNIT-CNPq.
Ilzver de Matos Oliveira
Pós-doutorando no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coim-bra – CES. Doutor em Direito PUCRio. Professor do Mestrado em Direito da Universidade Tiradentes. Vice-Líder do Grupo de Pesquisa Grupo Políticas Públicas de Proteção aos Direitos Humanos – UNIT-CNPq.
Publicado
2015-05-26
Como Citar
Lima, K. J. M. de, & Oliveira, I. de M. (2015). EXPERIÊNCIAS DE CONTROLE ESTATAL DAS RELIGIÕES NO BRASIL E EM ANGOLA. Interfaces Científicas - Direito, 3(3), 23-34. https://doi.org/10.17564/2316-381X.2015v3n3p23-34
Seção
Artigos