CONSEQUÊNCIAS DA NEGLIGÊNCIA DA SAÚDE BUCAL EM DENTES DECÍDUOS

  • Nathália Luise Severo Reis Centro Universitário Tiradentes
  • Nathalia Rosa Nascimento Domingos Centro Universitário Tiradentes
  • Gabriela Maria Castro Vilaça Centro Universitário Tiradentes
  • Caio Costa de Mesquita Centro Universitário Tiradentes
  • Gabriele Vanessa Santos Limeira Centro Universário Tiradentes
  • Danilo Cavalcante Fernandes Centro Universitário Tiradentes
Palavras-chave: Odontopediatria, Dentes decíduos, Cárie dentária

Resumo

As consequências da negligência da saúde bucal em dentes decíduos são inúmeras e podem diminuir significativamente a qualidade de vida das crianças afetadas. Objetivo: avaliar as questões em torno da negligencia da saúde bucal em dentes decíduos, de forma a identificar situações onde a saúde bucal se efetua de forma ausente ou incorreta seja em classes economicamente mais ativas ou não. Método: trata-se de uma revisão integrativa da literatura nas bases de dados Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (Lilacs) e Scientific Electronic Library Online (Scielo), de artigos publicados entre os anos de 2013 e 2019. Resultados: foi observado que a manutenção da saúde bucal da criança desde os primeiros meses de vida é de extrema importância, visto que introduz aos pais e/ou responsáveis a responsabilidade e instrução necessária para evitar danos futuros. Conclusão: A ocorrência de perdas precoces de dentes decíduos pode ocasionar transtornos comportamentais e alterações no desenvolvimento da oclusão futura, o que pode dificultar a fonética, a função mastigatória e todo o sistema estomatognático da criança. Sendo assim, conduta adotada pelos pais e/ou responsáveis é o que vai definir a condição bucal da criança e sua qualidade de vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nathália Luise Severo Reis, Centro Universitário Tiradentes
Acadêmica do curso de graduação em Odontologia do Centro Universitário Tiradentes - UNIT
Nathalia Rosa Nascimento Domingos, Centro Universitário Tiradentes
Acadêmica do curso de graduação em Odontologia do Centro Universitário Tiradentes - UNIT
Gabriela Maria Castro Vilaça, Centro Universitário Tiradentes
Acadêmica do curso de graduação em Odontologia do Centro Universitário Tiradentes - UNIT
Caio Costa de Mesquita, Centro Universitário Tiradentes
Acadêmico do curso de graduação em Odontologia do Centro Universitário Tiradentes - UNIT
Gabriele Vanessa Santos Limeira, Centro Universário Tiradentes
Acadêmica do curso de graduação em Odontologia do Centro Universitário Tiradentes - UNIT
Danilo Cavalcante Fernandes, Centro Universitário Tiradentes
Possui graduação em Odontologia pela Universidade Federal de Alagoas (2004) e graduação em Direito pelo Centro Universitário CESMAC (2010), pós-graduação em Saúde Pública pela Universidade Federal de Alagoas (2006) e Mestrado em Ensino na Saúde no contexto do SUS pela Universidade Federal de Alagoas (2014). Atualmente é Professor Adjunto I do curso de Odontologia, membro do Núcleo Docente Estruturante, suplente do Colegiado e Coordenador de Estágio do curso de Odontologia do Centro Universitário Tiradentes e cirurgião-dentista da ESF - Secretaria Municipal de Saúde de Maceió. Tem experiência na área de Saúde Coletiva.

Referências

ARDENGHI, Thiago Machado; PIOVESAN, Chaiana; ANTUNES, José Leopoldo Ferreira. Desigualdades na prevalência de cárie dentária não tratada em crianças pré-escolares no Brasil. Rev. Saúde Pública, São Paulo, v. 47, supl. 3, p. 129-137, Dec. 2013.

ÁVILA, Walesca de Melo. Mamadeira e aleitamento materno como fatores de risco para cárie dentária na dentição decídua: revisão sistemática e meta-análise. LILACS, BBO – Odontologia. Belo Horizonte; s.n; 2015. 121 p. ilus, tab.

COSTA, Luciana Ellen Dantas et al. Trauma dentário na infância: avaliação da conduta dos educadores de creches públicas de Patos-PB. Rev. odontol. UNESP, Araraquara, v. 43, n. 6, p. 402-408, Dec. 2014.

FREITAS, Sérgio Fernando Torres de; LACERDA, Josimari Telino de; NEUMANN, Simone Regina. Severidade da Cárie Dentária e Fatores Associados em Escolares da Rede Pública de Joinville, Santa Catarina. LILACS, BBO – Odontologia. Pesqui. bras. odontopediatria clínica integrada; 13(4): 303-308, dez. 2013.

FURTADO, Marcieli Dias, et al. Adaptação infantil ao tratamento odontológico: relato de caso. LILACS-Express. RFO UPF; 23(2): 211-217, 24/10/2018.

INAGAKI, Luciana Tiemi et al . Atuação interdisciplinar odontologia/fonoaudiologia no tratamento de paciente com cárie precoce da infância. Rev. CEFAC, São Paulo, v. 17, n. 2, p. 595-603, Abril. 2015.

GONÇALVES, Suzane Paixão. Defeitos de desenvolvimento de esmalte e cárie dentária em dentes decíduos: uma abordagem multinível. LILACS, BBO – Odontologia. Belo Horizonte; s.n; 2017. 91 p. ilus, tab.

PINHEIRO, Helder Henrique Costa, et al. Terapia Endodôntica em Dentes Decíduos por Odontopediatras. LILACS, BBO – Odontologia. Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr; 13(4): 351-360, dez. 2013.

SANTOS, Ana Gabriele da Cruz et al . Perda precoce de molares decíduos em crianças atendidas na Faculdade de Odontologia da Universidade Federal da Bahia. Odontol. Clín.-Cient. (Online), Recife, v. 12, n. 3, set. 2013.

SCHAPPO, Maiara Ester; MOHR, Eduardo; ALMEIDA, Luiza Helena. O impacto das fraturas dentárias classe IV na vida de crianças e adolescentes. LILACS-Express. RFO UPF; 22(3): 321-325, 10/06/2018.

POMPEO D. A., ROSSI, L. A., GALVÃO, C. M. Revisão integrativa: etapa inicial do processo de validação de diagnóstico de enfermagem. Acta Paul Enferm. São Paulo, v. 22, n. 4, p. 434-8, 2009.

RODRIGUES, Laíse Angélica Mendes et al. Uso de serviços odontológicos entre pré-escolares: estudo de base populacional. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 19, n. 10, p. 4247-4256, Oct. 2014.

FREIRE, Maria do Carmo Matias et al. Determinantes individuais e contextuais da cárie em crianças brasileiras de 12 anos em 2010. Rev. Saúde Pública, São Paulo, v. 47, supl. 3, p. 40-49, Dec. 2013.

FERREIRA, Luale Leão et al. Coesão familiar associada à saúde bucal, fatores socioeconômicos e comportamentos em saúde. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 18, n. 8, p. 2461-2473, Aug. 2013.

NUNES, Vinícius Humberto; PEROSA, Gimol Benzaquen. Cárie dentária em crianças de 5 anos: fatores sociodemográficos, lócus de controle e atitudes parentais. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 22, n. 1, p. 191-200, Jan. 2017.

ANTUNES, Lívia Azeredo Alves; LEAO, Anna Thereza; MAIA, Lucianne Cople. Impacto do traumatismo dentário na qualidade de vida de crianças e adolescentes: revisão crítica e instrumentos de medida. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 17, n. 12, p. 3417-3424, Dec. 2012.

LOURENCO NETO, Natalino et al. Terapia pulpar em dentes decíduos: possibilidades terapêuticas baseadas em evidências. Rev. odontol. UNESP, Araraquara, v. 42, n. 2, p. 130-137, Apr. 2013.

SILVA, Thays Ribeiro da; CANTO, Graziela de Luca. Integração odontologia-fonoaudiologia: a importância da formação de equipes interdisciplinares. Rev. CEFAC, São Paulo, v. 16, n. 2, p. 598-603, Apr. 2014.

THOMAZ, Érika Bárbara Abreu Fonseca et al. Desfechos perinatais e alterações na cavidade bucal: coortes brasileiras de Ribeirão Preto e São Luís. Rev. bras. epidemiol. São Paulo, v. 18, n. 4, p. 966-970, Dec. 2015.

BRANDENBURG, Olivia Justen; MARINHO-CASANOVA, Maria Luiza. A relação mãe-criança durante o atendimento odontológico: contribuições da análise do comportamento. Estud. psicol. (Campinas), Campinas, v. 30, n. 4, p. 629-640, Dec. 2013.

Publicado
2020-11-08
Como Citar
Severo Reis, N. L., Nascimento Domingos, N. R., Castro Vilaça, G. M., de Mesquita, C. C., Santos Limeira, G. V., & Fernandes, D. C. (2020). CONSEQUÊNCIAS DA NEGLIGÊNCIA DA SAÚDE BUCAL EM DENTES DECÍDUOS. Caderno De Graduação - Ciências Biológicas E Da Saúde - UNIT - ALAGOAS, 6(2), 62. Recuperado de https://periodicos.set.edu.br/fitsbiosaude/article/view/7236
Seção
Artigos