O ensino primário feminino na província de sergipe (1840 – 1870)

  • Leonardo Matos Feitoza Universidade Federal de Sergipe
  • Andreza M. L. de Oliveira
  • Dinamara Garcia Feldens
Palavras-chave: Educação, primeiras letras, infância, gênero

Resumo

A infância tem suscitado interesse entre os pesquisadores das diversas áreas do saber desde a metade do século XIX, cujos estudos buscaram, entre tantos desígnios, definir e “civilizar” as crianças por meio de discursos disciplinadores educacionais, biológicos e sanitaristas. Atualmente, esse tema tem sido alvo de trabalhos que tentam vislumbrar aspectos sociais, psicológicos, antropológicos, jurídicos, entre outros. No campo do saber histórico, tal tema ganhou predileção entre os pesquisadores, principalmente pela influência da chamada Escola dos Annales, em especial, com a terceira geração, consagrando-se com a publicação da obra de Philippe Ariès História Social da Criança e da Família (1960). No Brasil, observa-se um crescente interesse pela história da infância, evidenciado pelos inúmeros trabalhos acadêmicos desenvolvidos que abordam essa temática. Esse artigo objetiva mapear alguns aspectos do processo educacional, a partir de educandas matriculadas nas Aulas de Primeiras Letras da Província de Sergipe no período compreendido entre os anos de 1840 e 1870, centrando a análise no rendimento escolar, disciplinas cursadas pelas mesmas e os apontamentos de professoras, atentando especialmente para as categorias de gênero, classe social e etnia. A pesquisa realizada contou com o financiamento do CNPq/PIBIC.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Matos Feitoza, Universidade Federal de Sergipe
Mestrando em História pela Universidade Federal de Sergipe (UFS) é especialista em metodologia do ensino de história de Sergipe, sendo graduado no mesmo curso pela Universidade Tiradentes, tem projetos de pesquisa nos campos da arte, memória, história, patrimônio, identidade e educação. É atualmente professor dos Colégios CCPA, Salesiano, Dinâmico e São Rafael na cidade de Aracaju. Também leciona no curso FiQ, nas disciplinas de Filosofia e Sociologia. Foi estagiário do Arquivo Publico da Cidade de Aracaju (APCA). Trabalhou como aluno de iniciação cientifica (CNPq), com projeto na área de historia da educação em Sergipe, cujo tema é: Entre letras, pontos e agulhas: a educação de meninos e meninas nas escolas de Primeiras Letras na Província de Sergipe, coordenado pela professora, Dr. Dinamara Garcia Feldens. Participou de inúmeros eventos de história e áreas afins, inclusive com comunicações e publicação de resumos e trabalhos completos. Foi também monitor da disciplina Pesquisa II em 2009/02.
Publicado
2014-03-25
Como Citar
Feitoza, L. M., Oliveira, A. M. L. de, & Feldens, D. G. (2014). O ensino primário feminino na província de sergipe (1840 – 1870). Caderno De Graduação - Ciências Humanas E Sociais - UNIT - SERGIPE, 2(1), 175-185. Recuperado de https://periodicos.set.edu.br/cadernohumanas/article/view/801
Seção
Artigos