PERCEPÇÃO DE COMUNIDADE E DE ELEMENTOS DE AUTOIDENTIDADE PARA MULHERES DE CLASSE MÉDIA

  • Elza Francisca Correa-Cunha Universidade Federal de Sergipe
  • Neilson Santos Meneses Universidade Federal de Sergipe
  • Carmelita Rikelly Santos de Souza Universidade Federal de Sergipe
Palavras-chave: Mulheres. Classe Média. Comunidade. Autoidentidade Feminina. Representação Social.

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar algumas categorias surgidas em uma investigação sobre elementos identitários femininos e aspectos relacionados à comunidade que emergiram de um estudo com 21 mulheres de classe média. Aplicou-se um roteiro semiestruturado de entrevista. A caracterização sociodemográfica foi tratada pelo aplicativo SPSS-20 e as informações subjetivas interpretadas pela Análise de Conteúdo. Apurou-se que a idade média das participantes foi 41,7 anos; a renda média familiar de seis salários mínimos. A escolaridade variou entre superior incompleto e doutorado. As participantes estavam empregadas e os trabalhos domésticos e remunerados foram relacionados positivamente à sua identidade. Na Representação Social de Comunidade, foi ressaltado o bem estar coletivo. Como elementos identitários, as mulheres afirmaram gostar de estudar, de ler e do próprio corpo, mas o modificariam e a respeito da participação feminina na política, embora elas tenham elogiado a coragem das mulheres que exercem cargos públicos a maioria afirmou que não exerce e nem tem intenção de exercer nenhum cargo político.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elza Francisca Correa-Cunha, Universidade Federal de Sergipe

Doutorado em Psicossociologia de Comunidades e Ecologia Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Professora de Metodologia de Pesquisa do Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Sergipe.

Coordenadora do grupo de Pesquisa Desenvolvimento, Saúde  e Políticas Coletivas a partir do qual coordena pesquisa em Comunidade de baixa renda, junto a mães de bebês prematuros e desenvolvimento cognitivo, motor e comportamental de bebês nascidos prematuramente. 

Atualmente coordena projetos de pesquisa e extensã em comunidade de baixa renda. 

 

 

Neilson Santos Meneses, Universidade Federal de Sergipe
Doutor em Ordenamento Territorial e Meio Ambiente pela Universidade de Zaragoza (Espanha), mestre em Geografia Agrária pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), Professor do Departamento de Geografia da UFS
Carmelita Rikelly Santos de Souza, Universidade Federal de Sergipe
Cientista Social formada pela Universidade Federal de Sergipe (UFS)
Publicado
2020-04-15
Como Citar
Correa-Cunha, E. F., Meneses, N. S., & de Souza, C. R. S. (2020). PERCEPÇÃO DE COMUNIDADE E DE ELEMENTOS DE AUTOIDENTIDADE PARA MULHERES DE CLASSE MÉDIA. Interfaces Científicas - Humanas E Sociais, 8(3), 160-172. https://doi.org/10.17564/2316-3801.2020v8n3p160-172
Seção
Artigos