AÇÕES AFIRMATIVAS E DEMOCRATIZAÇÃO: O SISTEMA DE COTAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL

  • Tommaso Lilli Universidade Federal do Paraná (UFPR)
Palavras-chave: Avaliação de políticas públicas, desigualdades educacionais, ações afirmativas, regressão logística

Resumo

Neste artigo iremos refletir sobre a eficácia das políticas de cotas no ensino superior brasileiro a partir da apresentação dos resultados de uma pesquisa avaliativa sobre o programa de ações afirmativas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em vigor nos anos 2008-2012. Contando com uma vasta base de dados, referentes aos concursos vestibulares da UFRGS de 2004 a 2012, o presente estudo consiste em uma avaliação detalhada sobre alguns dos efeitos produzidos pelo programa em questão. Em particular, a análise visa mostrar quanto o sistema de cotas adotado pela UFRGS incrementou as oportunidades de acesso aos cursos de graduação dos estudantes pertencentes às categorias sociais para as quais se previa a reserva de vagas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tommaso Lilli, Universidade Federal do Paraná (UFPR)
Doutor em “Comunicazione, Tecnologie, Società – curriculum Metodologia delle Scienze Sociali” pela “Sapienza – Università di Roma”, pós-doutorando em “Sociologia” na “Universidade Federal do Paraná” (UFPR). Endereço: Rua Amintas de Barros n. 240, ap. 3010B, Centro, Curitiba (PR), CEP: 80060-205. E-mail: tommaso.lilli@ufpr.br - Telefone: 41 997348312.
Publicado
2020-05-27
Como Citar
Lilli, T. (2020). AÇÕES AFIRMATIVAS E DEMOCRATIZAÇÃO: O SISTEMA DE COTAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. Interfaces Científicas - Humanas E Sociais, 8(3), 249-264. https://doi.org/10.17564/2316-3801.2020v8n3p249-264
Seção
Artigos