Aracaju Parque Shopping: cultura e religião em espaço empresarial

Sâmia Carolina Lima Scaranto, Rooseman de Oliveira Silva

Resumo


O presente artigo visa a discussão sobre a implantação de um shopping center no bairro Industrial. Um dos pontos que chamou atenção foi o fato do bairro, de grande representatividade histórica e caráter popular, abrigar um shopping. O local vem passando por muitas transformações que ameaçam a sua história. A primeira trans-formação sentida com a chegada do Aracaju Parque Shopping foi a demolição da fábrica Sergipe Industrial, para ceder espaço ao novo empreendimento. O prédio da fábrica era um dos elementos arquitetônicos que carregava a identidade do bairro. Com isso, o foco de análise do texto investiga a intenção dos idealizadores em lan-çar o shopping com o intuito de garantir a salvaguarda dos valores religiosos e cultu-rais do bairro. O ponto de maior relevância a ser considerado envolve a preservação da capela São João Batista, anexa ao shopping, tratada pelo discurso publicitário como um importante sustentáculo religioso-cultural. A partir daí, o estudo se desdo-bra em desvendar como um espaço do tipo shopping center, que até então é conce-bido para instigar o consumo, volta-se para questões de natureza cultural e preser-vacionista.

Palavras-chave


Shopping center; religião; cultura; consumo; bairro Industrial.

Texto completo:

PDF