CLARICE LISPECTOR E O ATIVISMO JUDICIAL GARANTIDOR DOS DIREITOS DA MULHER

  • Ana Carolina Menezes Lima Carolina campos Universidade Tiradentes
Palavras-chave: Clarice Lispector, Ativismo Judicial, Direitos, Mulher.

Resumo

RESUMO

 

 

RESUMO

Este artigo foi estruturado com o objetivo de analisar o cumprimento do ordenamento jurídico brasileiro no que concerne aos direitos da mulher e à necessidade de que a legislação seja validada em uniformidade com a atuação ativa do Poder Judiciário, a fim de assegurar a concretização da norma jurídica. Clarice Lispector, no século 20, já previa uma renovação do tradicionalismo patriarcal na sociedade e atribuía uma condição possível de emancipação para a mulher do século 21. Para isso, foram elucidadas, de uma forma geral, questões relativas à mulher contemporânea, visando uma abordagem mais específica no que se refere aos seus direitos e deveres e ao ativismo judicial garantidor dos direitos da mulher.

 

Palavras-chave:

Clarice Lispector, Ativismo Judicial, Direitos, Mulher.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-04-04
Como Citar
campos, A. C. M. L. C. (2017). CLARICE LISPECTOR E O ATIVISMO JUDICIAL GARANTIDOR DOS DIREITOS DA MULHER. Caderno De Graduação - Ciências Humanas E Sociais - UNIT - SERGIPE, 4(1), 11. Recuperado de https://periodicos.set.edu.br/cadernohumanas/article/view/3339
Seção
Artigos