Cartas entre elas o universo feminino retratado nas correspondências de mulheres do oitocentos

  • Rosana Menezes Santos
Palavras-chave: Escrita de Si. Cartas. Diários. Feminino.

Resumo

Falar sobre mulheres é instigante, apesar de todas as mudanças, transformações e turbulências da contemporaneidade, este trabalho tem por intuito analisar o papel do universo feminino por meio de cartas e diários de duas mulheres pertencentes a elite no século XIX. É neste contexto que inserimos nossa pesquisa, cujos objetos norteiam as obras “Memórias de dona Sinhá” de Samuel Albuquerque e Da mãe e amiga Amélia: cartas de uma baronesa e sua filha, de Débora Clasen Paula, duas obras que explorará a dinâmica da pesquisa em que a primeira, Aurélia Dias Rollemberg, por meio de seu diário e a segunda Amélia, Baronesa de Três Serros entre troca de correspondências com sua filha são pano de fundo no aprofundamento na importância da escrita de si, em que retrata o cotidiano feminino como objetos de pesquisa da historiografia brasileira contemporânea. A mulher e a família apresentam-se hoje como temas propícios para a construção de uma nova visão sobre a sociedade colonial e o papel que a mulher assume nesta sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosana Menezes Santos
Graduada em História pela Universidade Tiradentes, em 2009.
Publicado
2014-10-27
Como Citar
Santos, R. M. (2014). Cartas entre elas o universo feminino retratado nas correspondências de mulheres do oitocentos. Caderno De Graduação - Ciências Humanas E Sociais - UNIT - SERGIPE, 2(2), 147-160. Recuperado de https://periodicos.set.edu.br/cadernohumanas/article/view/1685
Seção
Artigos