Homicídio passional: quando a paixão se transforma em crime

  • Joanita Milstein Mendonça Santos Universidade Tiradentes
  • Lívia Calazans de Andrade Universidade Tiradentes
  • Giovanna Souza Rocha Universidade Tiradentes
  • Joeltherman Santos Silva Universidade Tiradentes
  • Milena de Oliveira Fonseca Universidade Tiradentes
  • Émilly Samita da Anunciação Sodré Universidade Tiradentes
  • Laion de Araújo Hora Universidade Tiradentes
  • Júlio César Soares Universidade Tiradentes
Palavras-chave: Homicídio passional, Paixão, Emoção, Crime

Resumo

A exposição do tema homicídio passional conduz a um delineamento no âmbito jurídico e psicológico acerca da dinâmica e dos aspectos específicos deste crime, desencadeando a curiosidade de saber: O que de fato leva alguém a cometer o assassinato da pessoa que ama? Convencionou-se chamar “passional” aos crimes decorrentes de relacionamento sexual ou amoroso cometido por um criminoso de ocasião, agindo sobre violenta emoção denominada “paixão” que pode ser derivada do ciúme, do amor ou do desejo de defesa da honra, culminando muitas vezes na morte da pessoa amada ou desejada. O objetivo geral do trabalho consiste em refletir jurídica e psicologicamente acerca do homicídio passional numa perspectiva sócio - histórica e evolutiva. A pesquisa bibliográfica foi realizada por meio de artigos científicos e monografias digitais, datados do período entre 2006 e 2013. Também foi utilizada a técnica de fichamento visando à coleta dos dados e informações ali contidos. Algumas revistas como a Âmbito Jurídico foram essenciais para a ampliação do conhecimento da temática e, por intermédio delas, pôde-se conceituar e explanar acerca do tipo de crime em estudo, a partir da análise de exemplos concretos, bem como interpretação dos conteúdos pesquisados, possibilitando traçar um perfil psicopatológico, social e histórico do assassino passional e ainda, dos elementos subjetivos para a ocorrência desse tipo de crime. Nessa abordagem, considerou-se a vertente jurídica, ponderando sobre a imputabilidade penal numa perspectiva doutrinária diferenciada. Por fim, conclui-se que, o tema homicídio passional contempla profunda complexidade, especialmente por tratar de elementos peculiares e próximos das relações amorosas e sociais, despertando a necessidade de um entendimento específico sobre o assunto.

PALAVRAS-CHAVE: Homicídio passional. Paixão. Emoção. Crime.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joanita Milstein Mendonça Santos, Universidade Tiradentes
Acadêmica do curso de Direito da Universidade Tiradentes
Lívia Calazans de Andrade, Universidade Tiradentes
Acadêmica do curso de Direito da Universidade Tiradentes
Giovanna Souza Rocha, Universidade Tiradentes
Acadêmica do curso de Direito da Universidade Tiradentes
Joeltherman Santos Silva, Universidade Tiradentes
Acadêmico do curso de Direito da Universidade Tiradentes
Milena de Oliveira Fonseca, Universidade Tiradentes
Acadêmica do curso de Direito da Universidade Tiradentes
Émilly Samita da Anunciação Sodré, Universidade Tiradentes
Acadêmica do curso de Direito da Universidade Tiradentes
Laion de Araújo Hora, Universidade Tiradentes
Acadêmico do curso de Direito da Universidade Tiradentes
Júlio César Soares, Universidade Tiradentes
Acadêmico do curso de Direito da Universidade Tiradentes
Publicado
2014-03-24
Como Citar
Santos, J. M. M., de Andrade, L. C., Rocha, G. S., Silva, J. S., Fonseca, M. de O., Sodré, Émilly S. da A., Hora, L. de A., & Soares, J. C. (2014). Homicídio passional: quando a paixão se transforma em crime. Caderno De Graduação - Ciências Humanas E Sociais - UNIT - SERGIPE, 2(1), 87-99. Recuperado de https://periodicos.set.edu.br/cadernohumanas/article/view/1265
Seção
Artigos