MAPEAMENTO DAS PUBLICAÇÕES CIENTÍFICAS SOBRE CIRURGIA FETAL NA HÉRNIA DIAFRAGMÁTICA CONGÊNITA

Thalles Andrade Torres, Ilana Andrade Santos do Egypto, Milena Nunes Alves de Sousa

Resumo


A hérnia diafragmática congênita é o resultado da saída das vísceras abdominais em direção ao tórax, em que há comprometimento do desenvolvimento dos pulmões fetais. A cirurgia fetal tem a função de corrigir este defeito anatômico ainda na vida intrauterina. Diante disto, propôs-se mapear as publicações científicas sobre cirurgia fetal para o tratamento da hérnia diafragmática congênita e reconhecer os benefícios e malefícios do tratamento cirúrgico. O método bibliométrico foi o elegível. A delimitação temporal do estudo contemplou o período de 2009 a 2019. A coleta de dados foi realizada entre os meses de fevereiro a maio de 2019 e a busca foi processada na plataforma do PUBMED e na Biblioteca Virtual de Saúde. A amostra final constitui-se de 14 manuscritos. A média de produtividade foi de 1,4 artigos por ano, com 100% de publicações em inglês, sendo a sua maioria publicada em 2013, por médicos e em 7 periódicos. Em relação à distribuição geográfica, as maiores produções pertenceram igualmente aos Estados Unidos e Bélgica. Por fim, a maioria das pesquisas destacou a importância da cirurgia para a sobrevivência dos fetos com hérnia diafragmática congênita.

Palavras-chave


Cirurgia; Feto; Hérnia diafragmática congênita

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17564/2316-3798.2019v8n1p69-80


Indexada em: