AS CONSEQUÊNCIAS DA DIMINUIÇÃO DE DOPAMINA PRODUZIDA NA SUBSTÂNCIA NIGRA: UMA BREVE REFLEXÃO

Madson Alan Maximiano Barreto, André Fernando de Oliveira Fermoseli, Adriana Alves Marinho, Cícera Lourenço Pontes Fon de Jesus, Katiuscia Karine Martins da Silva

Resumo


Entre os diversos neurotransmissores produzidos no corpo humano temos a dopamina, que é produzida em apenas quatro regiões do cérebro, dentre elas a via nigroestriatal. Esta via é responsável pelo acometimento da Doença de Parkinson, Parkinsonismo, Depressão, entre outras. O presente estudo foi feito por meio de uma revisão da literatura sobre a diminuição de dopamina na subtância nigra e as consequências que acometem a terceira idade. Foram pesquisados artigos e livros nos bancos de dados: Scielo, Periódicos CAPES, PUBMED e Biblioteca do Centro Universitário Tiradentes - UNIT.  Utilizando os seguintes descritores: Substância nigra, Dopamina, Doença de Parkinson/ Parkinsonismo e Depressão. Dessa forma, este artigo mostra a decorrência da falta de dopamina da via nigroestriatal que tem atingido em maior prevalência indivíduos na terceira idade. A dopamina é um neurotransmissor essencial, assim como qualquer outro, porém, a sua diminuição trará consequências para os indivíduos como o acometimento do Parkinson, Depressão e Parkinsonismo que resultam na diminuição da qualidade de vida do paciente.

 


Palavras-chave


Substância nigra, Dopamina, Parkinson/ Parkinsonismo, Depressão.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17564/2316-3798.2015v4n1p83-90


Indexada em: