A comunicação como ferramenta para otimização dos processos de prestação de serviços e atendimento em organizações

Bruno Melo Carvalho, Alcides Anastácio de Araújo Filho

Resumo


Este trabalho analisa a utilização dos meios, técnicas de comunicação e das tecnologias como ferramentas gerenciais, estudando como se manifesta, nos diversos tipos de organizações e empresas, a influência da comunicação nas interações dos funcionários entre si e para com seus clientes, analisando seu uso como modo de otimizar a maneira como os serviços são prestados e fornecidos. O texto avalia os aspectos positivos e negativos gerados pela forma como a comunicação entre as pessoas é desenvolvida no âmbito administrativo empresarial, podendo ser fator propiciador de avanço econômico e de desenvolvimento corporativo. Por meio deste acompanhamento, são feitas análises das novas técnicas e tecnologias que visam a aprimorar o atendimento nas empresas. No caso da gestão de pessoas de uma organização, conhecer os indivíduos é essencial para fornecer-lhes os incentivos necessários a quem esteja motivado a alcançar as próprias metas profissionais, preferencialmente, coincidentes às da empresa. Quando uma organização prepara e motiva seu pessoal, estes interagem mais, aperfeiçoam suas relações interpessoais, prestam um serviço de qualidade superior e atendem melhor o público que tende a consumir mais. Neste estudo foi analisada a utilização dos meios de comunicação e tecnologias com o fim de despertar uma maior identificação com as atividades desenvolvidas pelas organizações e de suprir as necessidades dos consumidores, gerando maior satisfação e, consequentemente, vendas. Foi dada ênfase à importância do incentivo a uma cultura de comunicação, o que permite a melhoria dos relacionamentos interpessoais e interdepartamentais, priorizando, evidentemente, o contato com o público consumidor. Ao se melhorar a experiência do hábito de consumo que a organização proporciona ao cliente, melhora-se a visão que ele possui do produto ofertado e da imagem que ele atribui à empresa, tornando-o mais predisposto à aquisição de mais produtos que lhe sejam apresentados, possivelmente aumentando a lucratividade da companhia. Quando se fornece meios de expressão aos indivíduos, para que comuniquem suas necessidades, desejos, insatisfações ou aspirações, pode-se cogitar entender as motivações por trás de suas decisões e escolhas. Conclui-se que todas as pessoas integrantes do cerne mercadológico capitalista podem ser relativamente satisfeitas através desses processos abordados, pois um maior fluxo de vendas, e sua resultante lucratividade, impulsionam os desenvolvimentos econômicos da empresa e da sociedade na qual esta se encontra inserida.


Palavras-chave


Administração; Comunicação; Pessoas.

Texto completo:

PDF