A importância do estágio curricular na formação profissional do assistente social

Elisangela Moura Santos, Ana Celia Goes Melo Soares, Alcione Braz Silva, Greice Rodrigues de Oliveira, Liete Rosa de Araújo, Maria Aparecida Garcia Moura

Resumo


O estágio é uma etapa de suma importância no processo de formação acadêmica, devendo proporcionar ao aluno discussões e esclarecimentos sobre a prática do Assistente Social, identificando desafios e possibilidades de intervenção frente às demandas profissionais. Este é um espaço que acompanha o Serviço Social desde a sua origem, perpassando pelas mudanças societárias que influenciaram a profissão, principalmente, depois de 1980 em que se pode ver o surgimento de leis para regular o estágio como lócus de ensino-aprendizagem e a adquirir o mesmo status das demais disciplinas que fundamentam a prática profissional. Tais legislações são: Diretrizes Curriculares de 1996, Lei de Regulamentação da Profissão de 1996, Resolução CFESS nº 533/2008 e a Política Nacional de Estágio. Diante do exposto acima, o presente artigo propõe-se a discutir sobre o estágio curricular na formação profissional do Serviço Social, abordando os aspectos históricos, sua relação com a teoria e a prática, os papéis assumidos pelos supervisores, assim como os desafios desse processo de formação para o exercício profissional.


Palavras-chave


Estágio em Serviço Social; Formação Profissional; Legislações Reguladoras

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17564/2316-3801.2013v1n3p51-60