A educação para a mídia e a revisão do mito midiático

Rafael Oliveira da Mota, Ronaldo Nunes Linhares

Resumo


A educação para a mídia deve ser um fio comum que passe e perpasse por todas as áreas curriculares e viventes do ser humano, uma vez que se refere à comunicação e à sociedade. Só assim discerniremos com consciência os mitos midiáticos (artistas, políticos, jornalistas e etc.), dos mitológicos gregos. Este artigo pretende refletir sobre como a mídia apropria-se desta linguagem e de que maneira trazem a cena/constroem/reinscrevem o mito, além de tentar compreender qual seria o papel da educação na construção de uma consciência crítica que possibilite a construção de uma consciência crítica desse mito midiático. O presente estudo se debruça e desenvolve-se, tomando, por exemplo, mítico midiático a figura do jornalista brasileiro Paulo Francis.


Palavras-chave


Mídia; Educação; Paulo Francis

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17564/2316-3801.2013v1n3p81-90