A FLOR DA PELE: RELAÇÕES RACIAIS E ESCOLHAS SEXO-AFETIVAS EM SALVADOR DE 1900/1940

Aparecida Prazeres Sanches

Resumo


Este artigo tem por objetivo pensar as estratégias de escolha conjugal e as relações de namoro no seio da população pobre, negra e mestiça de Salvador, refletindo de que maneira as hierarquias de status, classe e raça interferiram na estruturação das estratégias matrimoniais desse segmento populacional, posto que um “bom casamento” podia facilitar a sobrevivência assim como facultar aos negros e mestiços canais relativamente seguros de ascensão social.

Palavras-chave


Namoro, Gênero, Raça, Relações Conjugais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17564/2316-3801.2017v6n2p29-40