AVALIAÇÃO DE ESTRATÉGIAS BIOCLIMÁTICAS EM PROJETO ARQUITETÔNICO DE CASA TÉRREA EM MACEIÓ/AL

Sammea Ribeiro Granja Damascceno Costa, Andressa Raphaella de Oliveira Alves, Helena Scheepmaker Di Marco

Resumo


O presente artigo tem como objetivo descrever uma análise qualitativa da ventilação natural e da insolação em um projeto arquitetônico de uma casa térrea na cidade de Maceió/AL. A metodologia do trabalho é essa análise qualitativa da ventilação natural e insolação de um projeto de arquitetura, proveniente da integração entre as disciplinas de Conforto Ambiental I e Introdução à Produção do Espaço, do curso de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário Tiradentes (UNIT/AL). Esta análise feita da ventilação natural foi realizada em dois processos, primeiro a adequação do projeto à NBR 15575-3 (ABNT, 2013) e depois a simulação no equipamento mesa d’água, cujo com o qual é possível ver o fluxo de escoamento dos ventos. E a análise de insolação foi realizada perante o estudo de cartas solares e do equipamento heliodon, cujo qual é utilizado para ver a eficiência dos protetores solares da edificação. Com isso, os resultados obtidos constaram a eficiência das medidas de ventilação e controle da insolação no ato de proteção, uma que vez que houve uma boa ventilação no projeto da casa, assim como um bom sombreamento de suas aberturas, sem prejudicar a entrada de ventilação natural nos mesmos.

Palavras-chave


Conforto térmico. ventilação. insolação. arquitetura bioclimática

Texto completo:

PDF

Referências


ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas – NBR 15575. Edifícios habitacionais de até cinco pavimentos – desempenho. Rio de Janeiro: ABNT, 2010.

BITTENCOURT, Leonardo; CÂNDIDO, Christhina. Introdução à ventilação natural. Maceió, 2008.

FROTA, Anésia Barros; SCHIFFER, Sueli Ramos. Manual do conforto térmico. São Paulo, 2003.

TOLEDO, Alexandre Márcio; COSTA, Isabely Penina C. da; BULHÕES, Michelle Carolline S.; Usuários Fecham As Varandas Dos Apartamentos Da Orla De Maceió: Adequação Aos Novos Usos Ou Inadequação Ao Clima? Maceió, 2010.