A INFLUÊNCIA DA ARQUITETURA NOS AMBIENTES PSIQUIÁTRICOS EM FUNÇÃO DA SANIDADE MENTAL DOS PACIENTES

Daniel Silva Castro de Amorim, Gabriela Cavalcante Simões, Mônica Peixoto Vianna

Resumo


Este artigo busca mostrar como a arquitetura dos hospitais psiquiátricos inserida de modo autoritário pode retroceder e até estagnar o tratamento dos pacientes de transtorno mental grave e o quanto sua mudança, através de métodos alternativos como os Serviços Residenciais Terapêuticos (SRT’s), pode auxiliar na melhora destes pacientes. Discute ainda que a forma com que o ambiente é apresentado ao outro define sua maneira de pensar, agir e sentir fazendo com que ele receba aquele local como lembrança positiva ou negativa em seu inconsciente, promovendo assim a impressão que o mesmo carregará por toda a vida. E, conclui, indicando que os hospitais psiquiátricos devem buscar não somente atender às necessidades biológicas do estado do paciente, mas também acionar o tratamento em seu emocional para que assim a mudança seja feita por completo e não apenas superficialmente.

Palavras-chave


Serviços Residenciais Terapêuticos; hospitais psiquiátricos; métodos alternativos

Texto completo:

PDF

Referências


AMARANTE, Paulo. (org.). Loucos pela Vida: A Trajetória da Reforma Psiquiátrica no Brasil. Rio de Janeiro, FIOCRUZ, 1995.

_______. Psiquiatria Social e Reforma Psiquiátrica. Rio de Janeiro: FIOCRUZ, 1994.

BRASIL. Ministério da Saúde. Legislação em Saúde Mental. Brasília: Ministério da Saúde, 2001.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria Executiva. Legislação em saúde mental: 1990-2002. Brasília, DF, 2002b.

CARVALHO, Miriam. Filosofia e Poética do Espaço Arquitetônico – Incursões no Campo da Saúde Mental. Cadernos do PROARQ, Rio de Janeiro, Nº 03, nov. 1997.

COSTA, J. R. dos S. L. Espaço Hospitalar: a Revolta do Corpo e a Alma do Lugar. Vitruvius Arquitextos, São Paulo, 013.09, ano 02, jun. 2001.

FERNANDES, MAH; ASSISTIDA, A. Moradia. Um projeto em busca do desenvolvimento humano e da cidadania na área de saúde mental. 2001. 337 p. Tese de Doutorado. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.

FONTES, Maria Paula Zambrano. IMAGENS DA ARQUITETURA DA SAÚDE MENTAL: Um Estudo sobre a Requalificação dos Espaços da Casa do Sol, Instituto Municipal de Assistência à Saúde Nise da Silveira. Biblioteca Virtual em Saúde. Ministério da Saúde, Rio de Janeiro, jan. 2003. Disponível em: < http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/monografias/imagens_arquitetura_saude_mental.pdf>. Acesso em: 15 de fev. 2017.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. 20ª Edição. Petrópolis: Editora Vozes, 1987.

FURTADO, Juarez Pereira et al. Inserção social e habitação: um caminho para a avaliação da situação de moradia de portadores de transtorno mental grave no Brasil. Interface (Botucatu), Botucatu, v. 14, n. 33, p. 389-400, jun. 2010.

MACHADO, Roberto et al.; Danação da Norma: a medicina social e constituição da psiquiatria no Brasil. Graal: Rio de Janeiro, 1978.

MILAGRES, A. L. M.; AMARANTE, P. Eu moro, tu moras, ele mora: cinco histórias diferentes em serviços residenciais terapêuticos em saúde mental. Archivos de saúde mental e atenção psicossocial. Rio de Janeiro: NAU Ed, p. 121-147, 2003.