APONTAMENTOS SOBRE A CRÍTICA DO FENÔMENO DA ALIENAÇÃO RELIGIOSA

Albani Barros

Resumo


O tema da alienação é amplo e objeto de análise por vários autores e correntes teóricas. Para fins de sistematização recorte teórico, nossa análise segue na tradição marxista, ainda que reconheçamos que há vários interpretes nessa tradição, com diferentes posicionamentos teóricos. Em razão disso, a análise que faremos será sobre questões mais gerais e introdutórias, distantes das grandes polêmicas conceituais que o tema ainda gera. Ao produzir sua vasta obra, Marx expõe algumas questões essenciais, uma dessas a análise crítica sobre a alienação. Parte dessa está direcionada para compreender o fenômeno religioso, como parte dos processos alienantes da sociedade burguesa. Na tradição marxista, a alienação pressupõe a externalização das potencialidades do indivíduo, ou seja, o indivíduo condiciona sua existência a uma força que lhe é externa. Assim, acaba por negar a capacidade de construir um mundo que expresse a existência de complexos sociais que atendam as legitimas aspirações humanas.

Texto completo:

PDF

Referências


CARDOSO, Matêus Ramos. O Sequestro na Religião: Porque o Mundo Precisa de um deus? In: Revista Húmus. Maranhão, vol.1, nº 3, p. 56-75, Set./Out./Nov./Dez. 2011.

CHAGAS, Eduardo. A Crítica da Religião como Crítica da Realidade Social no Pensamento de Karl Marx. [s/l]: UFC, 2016.

Disponível em: http://marxismo21.org/marxismo-e-religiao/ Acesso em: 05 de Novembro de 2018.

COSTA, Robertino Lopes da. Um Olhar Crítico: O Pensamento de Marx Acerca da Religião. In: Diversidade Religiosa Revista Discente do PPGCR-UFPB. João Pessoa, vol. 3, nº 1, p. 1-5. 2013. Disponível em:

http://periodicos.ufpb.br/index.php/dr/article/view/15369/8739

Acesso em: 10 de setembro de 2018.

DUARTE, Patrícia. A Primeira Manifestação Pré-Histórica do Universo Religioso. In: Revista Último Andar-PUC. São Paulo, nº 21, p. 145-162, Mar. 2013.

KONDER, Leandro. Marxismo e Alienação: Contribuição para um Estudo do Conceito Marxista de Alienação. São Paulo: Expressão Popular, 2009.

LESSA, Sérgio; TONET, Ivo. Introdução à Filosofia de Marx. 2ª Edição. São Paulo: Expressão Popular, 2011.

MARX, Karl. Contribuição à Crítica da Economia Política. 2ª Edição. São Paulo: Expressão Popular, 2008.

______. Manuscritos Econômico-Filosóficos: Primeiro Manuscrito. [s/l]: Marxists Internet Archive, 2007. Disponível em: https://www.marxists.org/portugues/marx/1844/manuscritos/cap01.htm Acesso em: 16 de dezembro de 2018.

______Crítica da filosofia do direito de Hegel. São Paulo: Boitempo, 2013

MORETTI, Bruno. Autonomização da Economia e Pensamento Crítico. In: Revista Espaço Acadêmico. Maringá, nº 55, p. 1-3, Dez. 2005.

Disponível em: http://www.espacoacademico.com.br/055/55eco_moretti.htm Acesso em: 19 de setembro de 2018.

PRATES, Jane Cruz. O Método Marxiano de Investigação e o Enfoque Misto na Pesquisa Social: Uma Relação Necessária. In: Textos e Contextos, vol. 11, nº 1, p. 116-128, Jan./Jul. 2012.

SCHÜTZ, Rosalvo. Religião e Capitalismo: Uma Reflexão a partir de Feuerbach e Marx. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2001.

SILVA, Romero Júnior Venâncio. A Crítica da Religião em Marx: 1840-1846. Recife: UFPB, 2010. Disponível em: http://tede.biblioteca.ufpb.br/bitstream/tede/5681/1/arquivototal.pdf Acesso em: 05 de novembro de 2018.

THALHEIMER, August. Introdução ao Materialismo Dialético: Fundamentos da Teoria Marxista. Rio de Janeiro: Centro de Estudos Victor Meyer, 2014.

Disponível em: https://www.marxists.org/portugues/thalheimer/1928/materialismo/Introducao-ao-Materialismo-Dialetico.pdf Acesso em: 19 de setembro de 2018.

WOODS, Alan. Marxismo e Religião. [s/l]: In Defence Of Marxism, 2007.

Disponível em:

http://www.marxist.com/marxismo-religiao-socialismo.htm Acesso em: 19 de setembro de 2018.