SEXUALIDADE E GÊNERO NA EDUCAÇÃO: CONTEXTO ESCOLAR EM MACEIÓ E A ADAPTAÇÃO ÀS NOVAS DEMANDAS

Profª. Thalita Carla LIMA MELO, Silvio Rodrigo Laurindo Oliveira de Albuquerque, Fernando Lucas da Silva

Resumo


Está cada vez mais frequente a discussão sobre sexualidade e gênero na educação. Variados setores da sociedade manifestam-se tanto a favor como contra as mudanças nos planos de ensino. O presente trabalho objetiva pensar em uma escola menos favorável a reprodução e perpetuação de violências, identificar os obstáculos que dificultam a promoção dos direitos humanos nas escolas e reforçar como as questões de gênero e sexualidade se faz de extrema importância para uma educação que garanta vivências positivas com as diferenças. O trabalho foi feito em duas partes: 1) uma revisão literatura, onde buscamos em artigos, livros e jornais eletrônicos dados para confortar ideias, 2) e uma pesquisa de campo onde foram feitas quatro entrevistas sendo duas em escolas particulares e duas em escola pública da rede estadual, Os dados nos mostraram que a dinâmica das relações de poder e as dinâmicas de legitimação e deslegitimação presentes no ambiente escolar precisam ser problematizadas; a Psicologia não pode se ausentar do ambiente escolar a fim de atuações inovadoras; a formação profissional necessita se adequar as demandas contemporâneas e as necessidades vigentes da sociedade.


Palavras-chave


Gênero, teoria queer, pedagogia queer, psicologia social.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, C. E. R.; MOREIRA, M. I. C. Do uso do nome social ao uso do banheiro: (trans)subjetividades em escolas brasileiras. Quaderns de Psicologia, Barcelona, vol. 17, n. 3, 59-69. 2015 Disponível em: . Acesso em: 30/03/2016.

ARREGUY, M. E. Violência e ausência de psicólogos nas escolas. Physis: Revista de Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, Vol. 24, n.1, p. 229-252, 2014. Disponível em: Acesso em: 04/06/2016

ÁVILA, A. H. et al. Professores/as diante da sexualidade-gênero no cotidiano escolar. Psicol. Estud. SP, Maringá: v. 16, n. 2, abr/jun, 2011. Disponível em: . Acesso em: 04/06/2016.

BRASIL. Ministério da Saúde/Conselho Nacional de Combate à Discriminação. Brasil sem Homofobia: Programa de combate à violência e à discriminação contra GLTB e promoção da cidadania homossexual. Brasília: Ministério da Saúde, 2004.

BRASIL. Lei nº 7.800, de 05 de maio de 2016. Institui, no âmbito do sistema estadual de ensino, o programa “Escola Livre”. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Legislativo, Maceió, AL. v. 104, n. 329. Disponível em: Acesso em: 04/06/2016.

BRASIL. Constituição. Capítulo III: Da Educação, Da Cultura e do Desporto. Seção I: Da Educação, Art 206, 1988. Disponível em: . Acesso em: 04/06/2016.

BORGES, L. S. Feminismo, teoria queer e psicologia social crítica: (re)contando histórias... Psicologia & Sociedade, Belo Horizonte, vol. 26, n. 2, p. 280-289, Maio/Ago. 2014. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822014000200005>. Acesso em: 29/03/2016.

BOEHM, C. Pesquisa mostra que discriminação contra homossexuais está presente em escolas. AGÊNCIA BRASIL, 25 de mar., 2016. Disponível em: < http://agenciabrasil.ebc.com.br/educacao/noticia/2016-03/pesquisa-mostra-que-discriminacao-contra-homossexuais-esta-presente-em>. Acesso em: 25/03/2016.

COSTA, A. P.; RIBEIRO, P. R. M. Ser professora, ser mulher: um estudo sobre concepções de gênero e sexualidade para um grupo de alunas de pedagogia. Estudos Feministas, Florianópolis, v.19, n.2, p. 475-489, Mai/Ago, 2011. Disponível em: Acesso em: 04/06/2016.

DINIS, N. F. Homofobia e educação: quando a omissão também é signo de violência. Educar em Revista, Curitiba, n. 39, 2011. Disponível em: . Acesso em: 04/06/2016.

FURLANI, J. Direitos humanos, Direitos Sexuais e Pedagogia Queer: o que essas abordagens tem à dizer sobre Educação Sexual? In: Junqueira, R. D. (orgs). Diversidade sexual na educação: problematizações sobre homofobia nas escolas. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, Unesco, 2009, p. 293-323.

FARIAS, M; RODRIGUES, C. Discussão de gênero inflama sessão na Câmara de Maceió sobre o PME. G1 AL, 04 de set., 2015. Disponível em: < http://g1.globo.com/al/alagoas/noticia/2015/09/discussao-de-genero-inflama-sessao-na-camara-de-maceio-sobre-o-pme.html> Acesso em: 24/03/2016.

GESSER. M. et al. Psicologia Escolar e formação continuada de professores em gênero e sexualidade. Psicol. Esc. Educ. SP, Maringá: v.16, n. 2, p. 229-236, Jul/Dez, 2012. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-85572012000200005>. Acesso em: 04/06/2016

JUNQUEIRA, R. D. Homofobia nas escolas: um problema de todos. In: Junqueira, R. D. (orgs). Diversidade sexual na educação: problematizações sobre homofobia nas escolas. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, Unesco, 2009, p. 13-51.

______. Pedagogia do armário: a normatividade em ação. Revista Retratos da Escola, Brasília, v. 7, n. 13, p. 481-498, jul./dez. 2013. Disponível em: < http://www.esforce.org.br/index.php/semestral/article/view/320>. Acesso em: 28/03/2016.

LAURINDO, A. C. Construção da alma alagoana: de Graciliano aos nossos dias. Maceió: Q-Gráfica, 2013.

LIONÇO, T.; DINIZ, D. Homofobia, silêncio e naturalização: por uma narrativa da diversidade sexual. Rev. Psicologia Política, São Paulo, vol. 8, n. 16, 2008. Disponível em: . Acesso em: 04/06/2016.

LOURO, G. L. Gênero, sexualidade e educação: Uma perspectiva pós-estruturalista. Petrópolis, RJ: Editora Vozes Ltda, 2003.

______. Teoria Queer: uma política pós-identitária para a educação. Revista Estudo Feministas, Florianópolis, vol. 9, n. 2, 541-553. 2001. Disponível em: . Acesso em: 31/03/2016.

______. Heteronormatividade e homofobia. In: Junqueira, R. D. (orgs). Diversidade sexual na educação: problematizações sobre homofobia nas escolas. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, Unesco, 2009, p. 85-93.

MAIA, A. et al. Relações de gênero e escola no discurso de professoras do ensino fundamental. Psic. Educ., São Paulo, n. 32, 2011. Disponível em: . Acesso em: 06/06/2016.

NETO, J. N. Questões de identidade(s) de gênero(s) e orientação sexual: uma abordagem através da Pedagogia Queer. Revista Espaço Acadêmico, Maringá, v. 14, n. 168, p. 27-34. 2015. Disponível em: . Acesso em: 31/03/2016.

NINO, A.; PIVA, P. J. L. O cotidiano escolar e os impactos da teoria queer face a pedagogia heterossexista. Sapere Aude, Belo Horizonte, vol. 4, n.7, p. 501-505. 2013. Disponível em: < http://periodicos.pucminas.br/index.php/SapereAude/article/viewFile/5578/5513>. Acesso em: 31/03/2016.

OLIVEIRA, A. L. A. R. M. et al. Os estudos sobre gênero e diversidade sexual e as proposições da pedagogia queer para constituição de contextos escolares emancipatórios. Revista Educação em Questão, Rio Grande do Norte, vol. 44, n. 30, p. 110-138, set/dez. 2012. Disponível em: < http://www.periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/4083/3350>. Acesso em: 31/03/2016.

PERUCCHI, J. Dos Estudos de Gênero às Teorias Queer: Desdobramentos do Feminismo e do Movimento LGBT na Psicologia Social. ANAIS DO XV ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PSICOLOGIA SOCIAL, Maceió: Associação Brasileira de Psicologia, 2009. Disponível em: < http://abrapso.org.br/siteprincipal/index.php?option=com_content&task=view&id=350&Itemid=96>. Acesso em: 31/03/2016.

SEFFNER, F. Equívocos e armadilhas na articulação entre diversidade sexual e politicas de inclusão escolar. In: Junqueira, R. D. (orgs). Diversidade sexual na educação: problematizações sobre homofobia nas escolas. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, Unesco, 2009, p. 125-139.

SAWAIN, T. N. Para além do binários: os queer e o heterogênero. Disponível em: < http://www.revistagenero.uff.br/index.php/revistagenero/article/view/287/203>. Acesso em: 29/03/2016.

TORRES, D. B.; VIEIRA, L. F. As travestis na escola: entre nós e estratégias de resistência. Quaderns de Psicologia, Barcelona, v. 17, n. 3, p. 45-58, 2015. Disponível em: . Acesso em: 30/03/2016.

VENTURA, M.; CORREIA, S. Adolescência, sexualidade e reprodução: construções culturais, controvérsias normativas, alternativas interpretativas. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, vol. 22, n. 7, 2006. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/csp/v22n7/14.pdf>. Acesso em: 04/06/2016.