MONITORIA EM PSICOLOGIA: UMA EXPERIÊNCIA ACADÊMICA

Gabriela Costa Moura, Iana Dorta Moura Rabelo, Iana Dorta Moura Rabelo, Alecia Maria Rocha Santos, Alecia Maria Rocha Santos, Mariana Nogueira Cattaruzza, Mariana Nogueira Cattaruzza

Resumo


A monitoria é um espaço de aprendizagem que aperfeiçoa os alunos e melhora a qualidade de ensino, criando condições para um maior aprofundamento teórico e maior desenvolvimento das habilidades que estão ligadas as atividades docentes do monitor. O objetivo deste artigo consiste em relatar a experiência de três monitoras do curso de Psicologia, onde é apresentado todo o aprendizado adquirido por meio dessa prática e os benefícios da mesma com relação à escolha profissional como Docente. Para isso o estudo foi realizado por meio de uma pesquisa de cunho qualitativo, que consistiu em uma pesquisa bibliográfica, onde o tema direcionou a pesquisa para artigos, revistas eletrônicas livros e cartilhas, onde se pesquisou o que é a monitoria e os seus benefícios. A monitoria é uma modalidade de metodologia de ensino que vai além do ganho intelectual por parte do monitor, é uma colaboração participativa de troca, onde ao mesmo tempo em que há aprendizado efetuado com a disciplina, há também a prática do monitor em lidar com a dinâmica da sala de aula, sendo supervisionado pelo professor. A monitoria também leva a reflexão do monitor sobre o seu futuro, como por exemplo, se a área academia fará parte da sua vida profissional.

 


Palavras-chave


Avaliação psicológica. Docência. Monitoria.

Texto completo:

PDF

Referências


AMORIM, R. M.; LIRA,T. H.; MICHELLE, P. de O. O papel da monitoria para a formação de professores: cenários, itinerários e possibilidades no contexto atual. Revista Exitus, v. 02, n. 02, jul/dez, 2012, pp. 33-47.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 1996. Disponível em: . Acesso em: 3 Out. 2014.

BRASIL. Lei nº 5.540, de 28 de novembro de 1968. Fixa normas de organização e funcionamento do ensino superior e sua articulação com a escola média, e dá outras providências. Brasília, 1968. Disponível em: . Acesso em: 30 Out. 2014.

CANDAU, V. M. F. A didática em questão e a formação de educadores-exaltação à negação: a busca da relevância. In: CANDAU, V. M. F. (org), A didática em questão. Petrópolis: Vozes, 1986, p. 12-22

CHAUI, M.. Convite à Filosofia. São Paulo: Ática, 2009.

COMISSÃO CONSULTIVA EM AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA. Questões gerais sobre a avaliação psicológica. In: Cartilha Avaliação Psicológica. Brasília: Conselho Federal de Psicologia, 2013, pp. 13-16.

CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA. Resolução CFP Nº 007/2003. Manual de Elaboração de Documentos Escritos produzidos pelo psicólogo. Disponível em: . Acesso em: 10 Out. 2015.

CUNHA, J. A. Estratégias de avaliação: perspectivas em psicologia clínica. In: Psicodiagnóstico-V. 5 Ed. Porto Alegre: Artmed, 2007, pp. 19-22.

FERREIRA, L. M. C. A.; LINS, L. F.; FERRAZ, L. V.; CARVALHO, S. S. G. Importância da monitoria na formação acadêmica do monitor. Texto apresentado ao evento realizado pela Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE, 2009. Disponível em: . Acesso em 18/10/2015.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREITAS, N. K. TAT – Teste de Apercepção Temática, conforme o modelo interpretativo de Murray. In: CUNHA, J. A. Psicodiagnóstico-V. 5 Ed. Porto Alegre: Artmed, 2007, pp. 399-408.

FREITAS, N. K.; CUNHA, J. A. Desenho da Casa, Árvore e Pessoa (HTP). In: CUNHA, J. A. Psicodiagnóstico-V. 5 Ed. Porto Alegre: Artmed, 2007, pp. 519-527.

GARCÍA, M. C. Formação de Professores: Para uma mudança educativa. Porto: Porto Editora, 1999.

LINS, L. F. et al. A Importancia da Monitoria na Formação Acadêmica do Monitor. Ufrpe, Pernambuco, pp.1-2. Disponível em: . Acesso em: 13 out. 2015.

NATÁRIO, E. G.; SANTOS, A. A. A. dos. Programa de monitores para o ensino superior. Campinas, pp. 354-362, set. 2010. Disponível em: . Acesso em: 30 Out. 2015.

PAPI, S. de O. G.; MARTINS, P. L. O. O desenvolvimento profissional de professores iniciantes e as pesquisas brasileiras. São Paulo, 2008. Disponível em . Acesso em: 18/10/2015.

SOUZA, P. R. A. A importância da monitoria na formação de futuros professores universitários. 2009. Disponível em: . Acesso em 18/10/2015.

SOUZA, F. S. Por uma história da Análise do Comportamento no Mato Grosso do Sul. Dissertação de Mestrado apresentada à Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP, São Paulo, 2011.

SOUZA, F. M. dos S.; GOMIDE, L. B. Experiência de monitoria no ensino de psicologia da aprendizagem. Revista Realização, v.1, n. 1. Dourados, MS, 2012/2013, pp. 67 – 78.

UNIT. Departamento Acadêmico. Para Alunos - Monitoria. Disponível em: . Acesso em: 13 out. 2015

URBINA, S. Introdução aos testes psicológicos e seus usos. In: Fundamentos da testagem psicológica. São Paulo: Artmed, 2007, pp. 11-40.

WERLANG, G. S. B.; VILLEMOR-AMARAL, E. A.; NASCIMENTO, F. G. S. R. Avaliação psicológica, testes e possibilidades de uso. In: Conselho Federal de Psicologia. Avaliação Psicológica: diretrizes na regulamentação da profissão. Brasília: Conselho Federal de Psicologia, 2010, pp. 87-100.