A PARTICIPAÇÃO DO HOMEM/PAI NO ACOMPANHAMENTO DA ASSISTÊNCIA NO PERÍODO GRAVÍDICO PUERPERAL

Márcia Christina da Silva, Alba Maria Bomfim de França, Aldrya Ketly Pedrosa, Ana Paula Rebelo Aquino Rodrigues

Resumo


O pré-natal consiste em um aglomerado de ações e fatores que interagem entre si, e o mais importante deles é o desenvolvimento da humanização, assim sendo, o respeito para com a mulher. A gestação tem por definição as modificações observadas no corpo feminino, as quais são evidenciadas nos meses iniciais. Este estudo teve por objetivo descrever a importância da presença do homem/pai no acompanhamento da assistência pré-natal. Trata-se de um estudo de revisão integrativa, o qual foi realizado por meio das seguintes bases de dados: SCIELO, LILACS e BDENF, publicados entre os anos 2010 a 2018. Diante dos resultados é fundamental que os homens possuam facilidade de acesso para estes serviços e se sintam acolhidos e motivados para terem sua participação nas consultas. É crucial aprender o significado e bem como as atribuições da gestação e das consultas de pré-natal ao que se relaciona a família, sobretudo ao pai. Diante disso sugere-se a realização de mais estudos, pois é importante compreender como os mesmos enxergam e compreendem o processo de gestar, fornecendo apoio para a gestante.

Palavras-chave


Assistência à saúde. Cuidado pré-natal. Saúde do homem.

Texto completo:

PDF

Referências


ASTURIANO, Silva. HERDY, Alves. PEREIRA, Rodrigues. MELLO, Padoin. LUTTERBACH, Riker Branco. MATTO, Pereira de Souza, R.. A qualidade de uma rede integrada: acessibilidade e cobertura no pré-natal. Revista de Pesquisa Cuidado é Fundamental Online, v. 7, n. 2, 2015. Disponível em: < http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/3744/pdf_1536 >. Acesso em 25 de Out de 2018.

BARRETO, Camila Nunes et al. Atenção pré-natal na voz das gestantes. Revista de enfermagem UFPE online-ISSN: 1981-8963, v. 7, n. 6, p. 4354-4363, 2013. Disponível em: < https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/viewFile/11674/13851 >. Acesso em 25 de Out de 2018.

BENAZZI, Aline SampieriTonello; LIMA, Alice Bianca Santana; SOUSA, Anderson Pereira. Pré-natal masculino: um novo olhar sobre a presença do homem. Revista de Políticas Públicas, v. 15, n. 2, p. 327-333, 2012.

BEZERRA, Flávio César; BRITO, Rosineide. Percepção de gestantes acerca das atitudes do companheiro diante da sua ausência no pré-natal. Revista da Rede de Enfermagem do Nordeste, v. 11, n. 3, 2010.

BRASIL. Ministério da Saúde. Manual Técnico de Pré-Natal e Puerpério: atenção qualificada e humanizada. Brasília, DF. 2005.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem. Brasília, DF: Ministério da Saúde; 2008.

CALDEIRA, Letícia Ábdon et al. A visão das gestantes acerca da participação do homem no processo gestacional. Revista de Enfermagem do Centro-Oeste Mineiro, v. 7, 2017.

FERREIRA, Taíse Neves et al. A importância da participação paterna durante o pré-natal: percepção da gestante e do pai no município de Cáceres–MT. Revista Eletronica Gestão & Saúde, v. 5, n. 2, p. 337-45, 2014.

FERREIRA, Iarlla Silva et al. Percepções de gestantes acerca da atuação dos parceiros nas consultas de pré-natal. Northeast Network Nursing Journal, v. 17, n. 3, 2016.

GALVÃO Cristina Maria. Níveis de Evidência. Acta Paul Enferm. v. 19, n. 2, 2006. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/ape/v19n2/a01v19n2.pdf >. Acesso em 25 de Out de 2018.

MATA, Júnia Aparecida Laia da; SHIMO, Antonieta Keiko Kakuda. Arte da pintura do ventre materno e vinculação pré-natal. Revista Cuidarte. Santander, Colombia. Vol. 9, n. 2 (2018), p. 2145-2164, 2018.

MATOS, Mariana Gouvêa et al. Gestação paterna: vivências corporais e ritos de passagem. Barbarói, n. 49, p. 147-165, 2017.

MENDES, Karina Dal Sasso et al. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & Contexto-Enfermagem, v. 17, n. 4, p. 758-764, 2008.

MOREIRA, Martha Cristina Nunes; GOMES, Romeu; RIBEIRO, Claudia Regina. E agora o homem vem?! Estratégias de atenção à saúde dos homens. Cadernos de Saúde Pública, v. 32, p. e00060015, 2016.

PERDOMINI, Fernanda Rosa Indriunas; BONILHA, Ana Lúcia de Lourenzi. A participação do pai como acompanhante da mulher no parto. Texto & contexto enfermagem. Florianópolis. Vol. 20, n. 3 (jul./set. 2011), p. 245-252,

PEREIRA, Audrey Vidal; NEVES, Guido Marcelo Campos. A participação do homem/pai na vida da mulher e do filho no período do puerpério. 9º Seminário Internacional Fazendo Gênero-Diásporas, Diversidades, Deslocamentos, p. 23-26, 2010.

PETITO, Anamaria Donato Castro et al. A importância da participação do pai no ciclo gravídico puerperal: uma revisão bibliográfica. REFACER-Revista Eletrônica da Faculdade de Ceres, v. 4, n. 1, 2015.

RIBEIRO, Juliane Portella et al. Participação do pai na gestação, parto e puerpério: refletindo as interfaces da assistência de enfermagem. Espaço para Saúde, v. 16, n. 3, p. 73-82, 2015.

SILVA, Luana et al. A qualidade de uma rede integrada: acessibilidade e cobertura no pré-natal. Revista de Pesquisa Cuidado é Fundamental Online, v. 7, n. 2, 2015.