AVALIAÇÃO DA PREVALÊNCIA DE HEMOGLOBINA S EM PACIENTES ATENDIDOS EM UM INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR EM RECIFE

Mayara Karine da Silva, Albert Eduardo Silva Martins, Cléssia Bezerra Alves Morato

Resumo


A Hemoglobinopatia S é um distúrbio genético da hemoglobina causada por alteração na estrutura da cadeia beta da globina pela substituição do ácido glutâmico por valina na sexta posição da cadeia de DNA. De acordo com a Organização Mundial de Saúde estima-se que a nível mundial 270 milhões de pessoas carregam consigo o gene que determinam hemoglobinas anormais, estando às hemoglobinas anormais S e C entre as mais frequentes na população brasileira, acometendo a população Norte e Nordeste com 6% a 10% de portadores. O presente estudo tem como objetivo, avaliar a prevalência e analisar o conhecimento sobre a hemoglobina S dos pacientes atendidos no laboratório escola de uma instituição de ensino superior de Recife. A coleta das amostras foi realizada por meio de punção venosa periférica em fossa cubital, após a coleta, as amostras foram devidamente registradas e analisadas pelo teste de solubilidade, com uma amostragem de 117, foram identificados 6 (5,1%) voluntários com o teste de solubilidade positivo, indicando uma prevalência significativa quando comparada com outros estudos realizados na região nordeste.

Palavras-chave


Hemoglobina S. Anemia Falciforme. Hemoglobinopatias

Texto completo:

PDF