AVALIAÇÃO DOS PRINCIPAIS ERROS NA PRÁTICA DA PROTEÇÃO RADIOLÓGICA NO RADIODIAGNÓSTICO

Breno Veríssimo Ferreira, Paula Frassinetti Pereira Carneiro

Resumo


A radiação ionizante é utilizada no diagnóstico de patologias como por exemplo o câncer. Os profissionais, que trabalham com radiação, devem utilizar equipamentos de proteção individual EPI´s e Equipamentos de Proteção Coletiva EPC´s, para se prevenirem dos efeitos causados pela radiação. Em 1998, visando garantir a segurança de pacientes, profissionais e a qualidade dos exames de raio X, o Ministério da Saúde, por meio da Portaria n° 453, estabeleceu diretrizes básicas do radiodiagnóstico médico. Este estudo tem como objetivo identificar os principais erros da utilização da proteção radiológica no radiodiagnóstico, e conscientizar os profissionais. Foi realizada uma pesquisa de campo, com profissionais atuantes no radiodiagnóstico, na região metropolitana do Recife, através de um questionário com 10 perguntas, obtendo informações necessárias para o desenvolvimento do estudo. Evidenciou-se que o não cumprimento das diretrizes básicas do radiodiagnóstico médico e odontológico, portaria 453, esta diretamente relacionado aos principais erros cometidos por profissionais na prática da proteção radiológica.

Palavras-chave


Radiodiagnóstico, Radiação, Riscos Ocupacionais, Proteção Radiológica.

Texto completo:

PDF