INCIDÊNCIA DE CASOS DE LEPTOSPIROSE HUMANA EM PERNAMBUCO: UMA ANÁLISE DOS DADOS EPIDEMIOLÓGICOS DE 2015

Juliana Mendes Baracho, Nadiely de Barros Lima, Ana Paula Rocha da Costa

Resumo


A leptospirose é uma zoonose provocada por bactérias gênero Leptospira spp. com caráter sazonal e cuja prevalência é relatada em áreas urbanas e rurais. Há o aumento de casos durante o verão devido aos altos índices pluviométricos que provocam as enchentes, sendo essas a responsável pela transmissão indireta por meio da urina dos roedores. Por expressar uma sintomatologia diversa, a leptospirose torna-se uma barreira ao diagnóstico clínico, necessitando de testes específicos que levam em consideração a fase em que a doença se encontra, a fim de confirmar o agravo. Os casos novos de leptospirose confirmados pelo Estado de Pernambuco, em 2015 e a revisão bibliográfica sobre a doença são os alvos do estudo. Os dados foram obtidos por meio de plataformas online que divulgam os casos confirmados de leptospirose. A incidência de casos teve uma redução frente aos casos confirmados do ano anterior ao estudo, 2014. Mesmo tendo a diminuição no número de casos, a leptospirose continua sendo endêmica na região da Zona da Mata e região Metropolitana da capital Pernambucana e no Brasil de modo geral. Sendo necessárias medidas de promoção, proteção da população local e controle da doença.

Palavras-chave


Leptospirose, zoonose, diagnóstico, incidência

Texto completo:

PDF