INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO NA GRAVIDEZ UMA REVISÃO DE LITERATURA

Verônica Barreto Tavares

Resumo


A infecção do trato urinário (ITU) é caracterizada pela invasão e multiplicação de micro-organismos patogênicos no aparelho urinário acometendo os rins e as vias urinárias. A ITU é um problema frequente na gestação, sendo sua prevalência estimada em 20%. Ocorrem durante esse período três tipos de ITU, a bacteriúria assintomática, a cistite e a pielonefrite. A gravidez é uma situação que predispõe ao aparecimento de formas sintomáticas de infecções devido aos fatores mecânicos e hormonais que correm nesta fase. Dos agentes de infecção descritos na literatura a Escherichia coli é o micro-organismo mais comumente envolvido, sendo seguido por enterobacterias, espécies de Staphylococcus, Enterococcus faecalis e Streptococcus do grupo B. A ITU no curso da gravidez pode ocasionar várias complicações, tais como: trabalho de parto e parto pré-termo, recém-nascidos de baixo peso, ruptura prematura de membranas, restrição de crescimento intra-útero, paralisia cerebral, entre outras. Este trabalho teve como objetivo revisar as publicações que abordassem as manifestações clínicas apresentadas por gestantes com ITU, complicações geradas, e os micro-organismos patogênicos causadores dessas infecções.


Palavras-chave


Infecção urinária; gestantes; complicações; micro-organismos patogênicos

Texto completo:

PDF

Referências


BAUMGARTEN, M.C.S.; SILVA, V.G.; MASTALIR, F.P.; KLAUS, F.; AZEVEDO, P.A. Infecção urinária na gestação: uma revisão de literatura. UNOPAR Cient. cienc. Biol. Saúde 2011;13(Esp):333-42.

DUARTE, G.; MARCOLIN, A.C.; GONÇALVES, C.V.; QUINTANA, S.M.; BEREZOWSKI, A.T.; NOGUEIRA, A.A.; CUNHA, S.P. Infecção urinária na gravidez: análise dos métodos para diagnóstico e do tratamento. RBGO-v.24, n°7, 2002.

DUARTE, G.; MARCOLIN, A.C.; QUINTANA, S.M.; CAVALLI, R.C. Infecção urinária na gravidez. Ver. Bras. Ginecol. Obstet. 2008; 30(2):93-100.

ASSOCIAÇÃO MÉDICA BRASILEIRA E AGÊNGIA DE SAÚDE SUPLEMENTAR. Diretrizes clínicas na saúde suplementar de bacteriúria assintomática. 2011. Disponível em http://www.projetodiretrizes.org.br/ans/diretrizes/bacteriuria_assintomatica.pdf. Acesso em 01 de novembro de 2015.

FIGUEIREDO, A.; GOMES, G.; CAMPOS, A. Infecções urinárias e gravidez – diagnóstico, terapêutica e prevenção. Acta Obstet Ginecol Port 2012;6(3):124-133.

FIGUEIRÓ-FILHO, E.A.; BISPO, A.M.B.; VASCONCELOS, M.M. de.; MAIA, M.Z.; CELESTINO, F.G. Infecção do trato urinário na gravidez: aspectos atuais. Femina / Março 2009 / vol. 37/ nº 3.

GADELHA, S.P.; COSTA, A.G.; RODRIGUES, L.C.C.; PINHEIRO, G,C,L.; PINHEIRO, V.E.G. Infecção do trato urinário na gravidez: aspectos diagnósticos, terapêuticos e prognósticos. Femina / Dezembro 2008 / vol. 36 / n°12.

HACKENHAAR, A.A.; ALBERNAZ, E.P. Prevalência e fatores associados à internação hospitalar para tratamento da infecção do trato urinário durante a gestação. Rev. Bras. Ginecol. Obstet. vol.35 no.5 Rio de Janeiro May2013.

HEILBERG, I,P.; SCHOR, N. Abordagem diagnóstica e terapêutica na infecção do trato urinário – ITU. Rev. Assoc. Med. Bras. 2003; 49(1): 109-16.

HÖRNER, R.; VISOTO, R.; MASTELLA, A.; SALLA, A.; MENEGHETTI, B.; DAL FORNO, F.; NARA, L.; RIGHI, R.A.; OLIVEIRA, L.O. Prevalência de microrganismos em infecções do trato urinário de pacientes atendidos no Hospital Universitário de Santa Maria. RBAC, vol. 38(3): 147-150, 2006.

JACOCIUNAS, L.V.; PICOLI, S.U. Avaliação de infecção urinária em gestantes no primeiro trimestre de gravidez. RBAC, vol.39(1): 55-57, 2007.

KONEMAN. Diagnóstico microbiológico: texto e atlas colorido. 6. ed. 3. Reimp. / 2012.

MATA, K.S.; SANTOS, A.A.P.; SILVA, J.M.O.; HOLANDA, J,B,L.; SILVA, F.C.L. Complicações causadas pela infecção do trato urinário na gestação. / Revista espaço para a saúde / Londrina / v. 15 / n. 4 / p. 57-63 / out/dez. 2014.

SALCEDO, M.M.B.P.; BEITUNE, P.El.; SALIS, M.F.; JIMÉNEZ, M.F.; AYUB, A.C.K. Infecção urinária na gestação. RBM Ago/10 V 67 N 8.