A INCLUSÃO NO BRASIL: A DEFICIENCIA INTELECTUAL E AS CONTRIBUIÇÕES DE VIGOTSKI

Renan Antônio da Silva, Artur Carmello Neto, Luci Regina Muzzeti

Resumo


O artigo realiza uma reflexão sobre a inclusão de alunos com deficiência intelectual nas escolas e a contribuição de Vigotski no seu processo de ensino e aprendizagem. Para isso o artigo apresenta alguns momentos histórica sobre a trajetória da pessoa com deficiência no mundo, sua legislação no Brasil e a concepção de Vigotski sobre deficiência. Por fim o artigo propõe um debate sobre as reais possibilidades de se implementar os conceitos do psicólogo russo na educação especial em deficiência intelectual.

Palavras-chave


Educação Especial. Deficiência Intelectual. Inclusão.

Texto completo:

PDF

Referências


ARANHA, M. S. F. Paradigmas da relação da sociedade com as pessoas com deficiência. Revista do Ministério Público do Trabalho, Ano XI, n. 21, p. 160-173, março 2001.

ARANTES, D. R. B.; NAMO, D.; MACHADO, M. P. S. Contexto histórico e educacional da pessoa com deficiência no Brasil e no Estado de São Paulo. In: ALMEIDA, M. A. Deficiência intelectual: realidade e ação. São Paulo, Secretaria da Educação. Núcleo de Apoio pedagógico Especializado: SE, 2012. p.15-33.

ARANTES, D. R. B.; NAMO, D. Deficiência intelectual: da família a escola. Deficiência intelectual: realidade e ação. São Paulo, Secretaria da Educação. Núcleo de Apoio pedagógico Especializado: SE, 2012. p.133-144.

BERTOLIN, F. N. O papel da mediação frente ao estudante com deficiência intelectual: desafios e possibilidades. Seminário Internacional sobre profissionalização docente, 5, 26 a 29 de outubro de 2015. Anais..., Cátedra Unesco. 2015. Disponível em: http://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2015/17442_8520.pdf. Acesso em: 20 abr. 2017.

BRASIL. Lei no.9394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário oficial da União. Brasília, 23 dez.1996.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988.

BUENO, J. G. S. Educação especial brasileira: integração/segregação do aluno diferente. São Paulo: Edu, 1993.

BUENO, J. G. S. A inclusão de alunos deficientes nas salas comuns do ensino regular. Temas sobre a desenvolvimento. São Paulo: Memnon. 2001.

LURIA, A. R. O desenvolvimento da escrita na criança. In: VIGOTSKI L. S.; LEONTIEV, A. N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. 10. ed. São Paulo: Ícone, 2006. p. 143-189.

MADER, D. Integração da pessoa portadora da deficiência: a vivência de um novo paradigma. In: MANTOAN, M. T. E. A integração das pessoas com deficiências. São Paulo:Memnon,1997. p. 44-50

MANTOAN, M. T. E. Inclusão escolar para deficientes mentais: que formação para o professor? In: MANTOAN, M. T. E. A integração de pessoas com deficiência. São Paulo: Memnon, 1997b. p. 119-27.

MARTINS, M. H.; ALMEIDA, A. S.; JESUS, S.N. Da educação especial a escola inclusiva. In: STOUBAUS, C. D.; MOSQUERA, J. J. M. Educação especial: em direção a uma escola inclusiva. 2. ed. Porto Alegre: Edipucrs, 2004. p. 27-40.

OLIVEIRA, E.; MACHADO, K.S. Adaptação curriculares: caminho para uma educação inclusiva. In: GLAT, R. Educação inclusiva: cultura e cotidiano escolar. Rio de Janeiro:7Letras, 2007. p.36-52.

PALMA FILHO, J. C. A formação do professor na legislação educacional brasileira: avanços e retrocessos. Caderno de formação: módulo introdutório, Pedagogia Cidadã, São Paulo, p. 2-8, 2002.

SÃO PAULO. Secretaria da Educação. Aula de Trabalho Pedagógico Coletivo em Destaque. São Paulo: SE, 2014,

SÃO PAULO. Resolução SE 61, de 11 de novembro de 2014. Dispõe sobre a Educação Especial nas unidades escolares da rede estadual de ensino. São Paulo, 2014.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 9. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2005. (Coleção educação contemporânea).

UNESCO – Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura. Declaração de Salamanca sobre princípios, políticas e práticas em educação especial. Salamanca (Espanha), junho de 1994. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/salamanca.pdf. Acesso em: 15/01/2020

VIGOTSKI, L. S. Fundamentos da defectologia. Madrid: Visor, 1997. p.9-12; 36; 99. Obras Escogidas V.

VIGOTSKI, L. S. A construção do pensamento e da linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2001.




DOI: http://dx.doi.org/10.17564/2316-3828.2020v9n1p93-106


Indexada em: