POLÍTICA DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES: REFLEXÕES SOBRE O PIBIB E O PROGRAMA RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA

Angela Maria Silveira Portelinha, Egeslaine de Nez, Luciane Spanhol Bordignon

Resumo


Nos últimos anos, encaminhamentos foram construídos pelas universidades e pelo Ministério da Educação (MEC) para a melhoria da qualidade da Educação. Especificamente para a formação de professores, destaca-se o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID). Tal programa, criado em 2007, foi sendo ampliado e estendido à todas as licenciaturas com crescente número de bolsas a partir de 2014. No final de 2017, o MEC lançou a nova Política Nacional de Formação de Professores articulada à reforma do Ensino Médio com vistas a consolidar a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Tal medida redimensionou a racionalidade que estava sendo construída para a Formação de professores. Assim, este ensaio objetiva compreender o processo de transição do PIBID para uma nova forma e a instituição do Programa da Residência Pedagógica instituído pelo atual governo. O procedimento metodológico baseia-se na reflexão teórico-contextual sobre as tensões históricas da formação de professores; na abordagem analítica resultado da crítica a esse processo. Deste modo, a metodologia teve como fundamento uma pesquisa básica, com revisão bibliográfica e documental. As considerações finais reforçam a importância de uma política nacional de formação de professores articulada aos sistemas de ensino e as instituições formadoras; não apenas utilizada para referendar uma determinada política de governo pautada em um projeto específico. Assim, a justificativa e a pertinência deste estudo se refletem extremamente pertinentes ao contexto atual.

Palavras-chave


Formação de Professores. Pibid. Residência Pedagógica.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, M. F. Política nacional de formação de professores e programa de residência pedagógica. Disponível em: http://www.anped.org.br/news/entrevista-com-miriam-fabia-alves-ufg-politica-nacional-de-formacao-de-professores-e-programa. Acesso em: 20 jan. 2017.

BARRETO, E. S. S. Sobre implicações nas políticas docentes da formação de professores com base na escola. In: SPAZZIANI, M. L. (Org.). Profissão de professor: cenários, tensões e perspectivas. São Paulo: UNESP, 2016. p. 97-115.

BRASIL. Lei de diretrizes e bases da educação nacional 1996. Disponível em: http://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/529732/lei_de_diretrizes_e_bases_1ed.pdf. Acesso em: 19 fev. 2018.

BRASIL. Programa institucional de bolsa de iniciação à docência PIBID. Disponível em: http://www.capes.gov.br/educacao-basica/capespibid/editais-e-selecoes. Acesso em: 4 fev. 2018.

BRASIL. Política nacional de formação dos profissionais da educação básica. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/decreto/d8752.htm. Acesso em: 14 dez. 2017.

BRASIL. Programa de residência pedagógica. Edital Capes nº 06/2018. Disponível em: https://www.capes.gov.br/images/stories/download/editais/01032018-Edital-6-2018-Residencia-pedagogica.pdf. Acesso em: 26 mar. 2018.

CALDERÓN, A. I.; STRELEC, T. C. Residência pedagógica: rede pública e universidade precisam conversar. Nova Escola. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/9121/residencia-pedagogica-universidade-e-redes-de-ensino-precisam-conversar. Acesso em: 20 jan. 2018.

FRANCO, M. E. D. P.; LONGHI, S. M.; RAMOS, M. G. Universidade e pesquisa: espaços de produção do conhecimento. Pelotas: UFPel, 2009.

GATTI, B. et al. Um estudo avaliativo do programa institucional de bolsa de iniciação à docência (PIBID). São Paulo: Fundação Carlos Chagas/ CAPES; FCC/SEP, 2014.

KRAHE, E. D. Sete décadas de tradição: ou a difícil mudança de racionalidade da pedagogia universitária nos currículos de formação de professores. In: FRANCO, M. E. D. P.; KRAHE E. D. (Org.). Pedagogia universitária e áreas de conhecimento. Porto Alegre: Série RIES/PRONEX EdiPucrs, 2007.

NÓVOA, A. Imagens do futuro presente. Lisboa: Educa, 2009.

ROQUE-FARIA, H. J. O PIBID - língua portuguesa em atuação na educação de jovens e adultos. Panorâmica On-Line, Barra do Garças, v. 21, p. 155-174, ago.-dez. 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.17564/2316-3828.2020v9n1p29-42


Indexada em: