OS ILUSTRES INTELECTUAIS DA MODERNIDADE AGRÍCOLA: A ESTRUTURAÇÃO DO CORPO DOCENTE DA ESCOLA DE AGRONOMIA DO NORDESTE (1934-1950)

Luiz Mário Dantas Burity

Resumo


A Escola de Agronomia do Nordeste foi a primeira instituição de educação superior criada no estado da Paraíba e tinha como propósito dotar a economia regional, hegemonicamente compreendida como essencialmente agrária, dos métodos mais modernos de plantio e domesticação de animais. A seleção dos professores da escola era um quesito fundamental para que esse propósito pudesse ser alcançado. O objetivo desse texto foi discutir a constituição do corpo docente da Escola de Agronomia do Nordeste e os sentidos políticos dessa escolha. Com esse propósito, foram utilizadas as reflexões de Antonio Gramsci (2014[1932]) sobre os intelectuais e as notícias do jornal A União publicadas entre os anos de 1934, quando a escola foi criada, e 1950, quando ela foi federalizada. Além de formar agrônomos, técnicos agrícolas e capatazes rurais, esses sujeitos deveriam se portar como pesquisadores, que precisavam desenvolver e adaptar técnicas agrícolas próprias às condições geográficas locais. Mais do que isso, era importante fazer circular esse conhecimento por meio da publicação de livros, mas principalmente de textos na imprensa periódica, e que alicerçassem políticas públicas de incentivo ao melhoramento das práticas dos agricultores.

Palavras-chave


Agrônomos; Educação Superior; Intelectuais.

Texto completo:

PDF PDF

Referências


A União. João Pessoa, PB: Imprensa Oficial, 1934-1950.

BESKOW, Gabriela Carames. “A pátria é a terra”: As representações sobre o campo e o homem rural construídas pelo Estado Novo. Tese (Doutorado em Ciências Sociais). Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2010.

BURITY, Luiz Mário Dantas. A redentora do atraso do Nordeste: uma Escola de Agronomia na história da sociedade rural paraibana (1934-1950). Monografia (Licenciatura em História). Universidade Federal da Paraíba. João Pessoa, 2014.

BURITY, Luiz Mário Dantas. Tempos misteriosos: uma história da população rural pelas estradas do mundo moderno (Paraíba, 1932-1962). Dissertação (Mestrado em História). Universidade Federal da Paraíba. João Pessoa, 2017.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do Cárcere, v.2: os intelectuais, o princípio educativo, jornalismo. Tradução de Carlos Nelson Coutinho. Rio de Janeiro, RJ: Civilização Brasileira, 2014[1932].

LOURENÇO, Fernando Antonio. Agricultura ilustrada: liberalismo e escravismo nas origens da questão agrária brasileira. Campinas, SP: UNICAMP, 2001[1998].




DOI: http://dx.doi.org/10.17564/2316-3828.2019v7n2p67–74


Indexada em: