DIVERSIDADE LINGUÍSTICA E MULTILINGUISMO EM DOCUMENTOS NORTEADORES DE POLÍTICAS PARA O ENSINO DE LÍNGUAS NO BRASIL

Cibele Krause Lemke

Resumo


 Este trabalho tem como objetivo responder a seguinte

pergunta: os textos reguladores desenvolvidos sobre

o ensino e aprendizagem de línguas estrangeiras no

Brasil contemplam as realidades multilíngues ou a diversidade

linguística? Para tentar respondê-la, apresentamos,

neste estudo, um panorama a respeito de

como os documentos norteadores de políticas para o

ensino de línguas no Brasil, publicados entre 2000 a

2008, abordaram esta temática. Esta leitura tem por

base os postulados de Bourdieu (2008), o qual trata

sobre a produção e reprodução de uma língua legítima.

Percebe-se que, embora a discussão sobre a diversidade

linguística e multilinguismo apareça nos

textos reguladores mais recentes, estes conceitos

ainda não estão plenamente incorporados aos grandes

debates a respeito do ensino de línguas no Brasil.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17564/2316-3828.2016v4n2p43-58


Indexada em: